Mundo

Fugir para a Ásia com o primeiro brunch do chef Kiko

A combinação é improvável e é isso que torna este brunch num dos melhores da cidade. Viagem pelos sabores vindos do oriente e um programa perfeito para este fim de semana.
Por Rosário Mello e Castro, 08.02.2019

A premissa chama logo a atenção e não desaponta. Assim que se entra n’O Asiático, no Bairro Alto, em Lisboa, é como se fugíssemos da azáfama da cidade – tudo o que ser quer de um brunch de fim de semana virado para um jardim interior cheio de verdes. Para chegar aos três menus disponíveis (Tataki, €18,90, Ramen, €22,30, e Bao, €23,70) o chef Kiko pegou nalguns dos pratos que já se tornaram clássicos do restaurante e acrescentou-lhes interpretações que condizem com a ideia de brunch, sempre para partilhar e aquecer o estômago tarde fora. Parte-se do mesmo princípio que no restaurante que inaugurou em 2016, um dos seis do chef, cuja ementa vai buscar inspiração às viagens do chef por vários países, do Japão ao Nepal, uma história de amor com a Ásia que se transformou num dos restaurantes mais elegantes da cidade, da cozinha ao design de interiores.

O primeiro brunch do chef Kiko não faz a coisa por menos. É sentar-se e deixar-se levar por sabores vindos do mundo, logo a começar pelo irresistível cesto de pães, do flat bread ao bao, para barrar com manteiga com alga nori, comum a todos os menus. Depois, e consoante a escolha do brunch, é obrigatório provar o tataki de espadarte rosa acompanhado com texturas de beterraba, sésamo e gengibre, um dos pontos a favor do menu com o mesmo nome, tal como a panqueca de chá verde, morangos e creme de galanga (semelhante ao gengibre, tipicamente do sul da China), tão leve quanto deliciosa. Os fãs de ramen devem naturalmente escolher a segunda opção (que chega à mesa com porco preto), onde também cabe um ovo cozido a baixa temperatura que combina na perfeição com os cogumelos shitake e o kimchi. Quase criminoso. Já no brunch bao, destaque para a estrela, o surf & turf, um bao de camarão e barriga de porco e preto que se desfaz na boca sem dó nem piedade.

O chá vietnamita é uma ótima surpresa, também disponível em todos os menus, mas também se pode optar pelos mais tradicionais cappuccinos ou pelo refrescante sumo de cereja e yuzu.

Onde? R. da Rosa, 317, Lisboa. Quando? Sábado e domingo, das 12h às 16h Reservas 21 131 9369

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!