Culturas

De Isaac Newton a Simone de Beauvoir, invenções que nasceram após um isolamento social

Há muitos tipos de "quarentena" e isolamento: o físico, o social, o mental, o coletivo… Mas não há solo no qual a criatividade não possa florescer. Eis alguns exemplos inspiradores.
Por Aline Fernandez, 25.03.2020

Dante Alighieri escreveu A Divina Comédia no século XIV

Considerado um dos maiores poetas da língua italiana, a sua obra La Divina Commedia foi criada durante mais de 20 anos de reflexão no exílio e hoje é considerada uma das obras-primas da literatura universal. O autor nasceu numa importante família florentina comprometida politicamente com os guelfos brancos. Quando se instalou um governo apoiante dos guelfos negros, Dante foi condenado, em Florença, ao exílio por dois anos, e a pagar uma elevada multa em dinheiro. Não tendo pago a multa, foi condenado ao exílio perpétuo. Foi nesta altura que começou a fazer o esboço do que viria a ser A Divina Comédia, poema constituído por 100 cantos, divididos em três livros: Inferno, Purgatório e Paraíso, que se calcula que foram escritos de 1304 a 1314 ou 1321, ano de falecimento do escritor.

William Shakespeare escreveu Rei Lear entre 1603 e 1606

Com a peste bubónica a rondar a Inglaterra em 1606, uma epidemia que já havia eliminado 10% da população de Londres três anos antes, o dramaturgo inglês aproveitou mais um período de quarentena para finalizar uma das suas maiores obras-primas, Rei Lear. A zona onde vivia foi uma das mais afetadas e até mesmo a senhoria de Shakespeare foi uma das vítimas fatais da peste. Shakespeare acrescentou muitas referências ao que vivenciou no texto. No mesmo ano, a peça foi representada pela primeira vez ao rei Tiago I, antes de o Globe Theatre voltar a ser encerrado devido à epidemia. "Men must endure", escreveu ele em casa a escapar ao contágio, uma frase que fala sobre persistência e ressoa a todos nós mais forte do que nunca.

Isaac Newton descobriu a gravidade em 1666

A obra de Newton, Princípios Matemáticos da Filosofia Natural, é uma das mais influentes da Ciência. Essa coletânea de estudos foi publicada em 1687, e descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton, que fundamentaram a mecânica clássica. Antes de reunir todos estes conhecimentos, as primeiras hipóteses sobre a gravitação universal surgiram em isolamento. Em 1666, Newton refugiou-se da Grande Praga de Londres na propriedade rural da mãe, em Woolsthorpe-by-Colsterworth, uma pequena vila a cerca de uma hora de Cambridge – o mesmo local onde Isaac Newton terá nascido. Diz-se que o tempo livre fê-lo observar as maçãs a cair das árvores, o que contribuiu para afinar as suas teorias sobre gravidade, movimento e até cálculo, permitindo-o escrever efetivamente as leis do universo. Deste ano de retiro, o britânico construiu quatro das suas principais descobertas: o Teorema Binomial, o cálculo, a lei da gravitação universal e a natureza das cores.

Victor Hugo escreveu Os Miseráveis em 1862

Como defensor da causa republicana, o escritor francês esteve exilado em 1851 a mando de Napoleão III de França, banido por completo do seu país de origem. Dividiu-se assimentre a Bélgica, a ilha de Jersey e a ilha de Guernsey. "O exílio não me separou apenas da França, quase me desligou da terra", escreveu em isolamento. Foi neste período que terminou o romance Les Misérables, onde escreve claramente a sua filosofia política e o desejo de um mundo onde há cooperação e não luta entre as classes, ao narrar a história de um self made-man, Jean Valjean, que foge da prisão e reconstrói a sua vida através do trabalho.

Frida Kahlo pintou o seu primeiro autorretrato em 1926

A obra da artista plástica inclui muitos retratos, autorretratos e obras inspiradas na natureza e nos artefatos do México. Em 1913, aos seis anos, Frida contraiu poliomielite e ficou 273 dias de cama, o que seria a primeira de uma série de doenças, acidentes, lesões e operações que sofreu ao longo dos seus 47 anos de vida. Em 1925, Frida sofre um grave acidente de autocarro, causando uma fratura pélvica e hemorragia. Após muitos meses no hospital e uma reconstrução corporal, o acidente obrigou-a a usar coletes ortopédicos. Como antes, entre 1922 e 1925, havia frequentado a Escola Nacional Preparatória do Distrito Federal do México e tido aulas de desenho e modelagem, aproveitou a sua longa convalescença para começar a pintar, usando as tintas do pai num cavalete adaptado à cama. Uma das suas primeiras pinturas foi Autorretrato num Vestido de Veludo (1926).

Pablo Picasso pintou Guernica em 1937

A Guerra Civil Espanhola aconteceu em 1936, mas foi depois do ataque aéreo em Guernica y Luno, no País Basco, a 28 de abril do ano seguinte, que a privação o fez pintar um dos murais mais famosos no mundo. Com a ajuda dos sindicalistas interessados em aumentar a conscientização sobre a guerra na Espanha, em 1939, Guernica chegou à galeria de arte Whitechapel, em Londres. Ao contrário de muitos que escaparam de Paris durante a ocupação nazi na Segunda Grande Guerra, o pintor manteve-se na cidade. Picasso, que era conhecido pelo temperamento difícil, teve o apartamento invadido por um oficial da Gestapo. O artista diz que o policia alemão apontou para uma imagem de Guernica e perguntou-lhe se a obra era sua. "Não", respondeu o espanhol, "é sua", em referência aos bombardeios alemães. Recluso durante a ocupação, Picasso fez algumas obras de bronze, centenas de poemas e pinturas que posteriormente doou a museus em lugares devastados.

Sigmund Freud escreveu o Esboço de psicanálise em 1938

Nos tempos do nazismo, Freud perdeu quatro das cinco irmãs nos campos de concentração. Vivia em Viena até 1938, mas após a anexação da Áustria à Alemanha nazi – e por causa da sua etnia judaica , refugiou-se em Inglaterra. Aos 82 anos e no seu último ano de vida escreveu Esboço da psicanálise, livro no qual reúne uma completa atualização dos seus estudos sobre a mente, ao retomar e amplificar conceitos apresentados em obras anteriores. A espécie de síntese do trabalho do pai da psicanálise foi publicada em 1940, após a sua morte a 23 de setembro de 1939.

Simone de Beauvoir escreveu a sua primeira e única peça em 1945

Durante a Segunda Guerra Mundial, a filósofa francesa escreveu dois romances – um deles a sua primeira obra de sempre (A convidada, em 1943, e O sangue dos outros, em 1945) e um ensaio (Pirro e Cinéias, em 1944). Contudo, foi durante uma ocupação nazi, em 1945, que decidiu expandir as suas habilidades literárias no isolamento e escreveu a sua primeira e única peça teatral, Les Bouches inutiles, em tradução livre As bocas inúteis ou Quem morrerá. A história centra-se na sobrevivência de uma família em Vaucelles do século XIV, uma cidade da região flamenga da Bélgica, durante o cerco contra os Burgúndios, uma tribo germânica.

The Beatles fizeram sua única pintura coletiva em 1966

Em 1966, The Beatles foram ao Japão por três dias, de 30 de junho a 2 de julho, como parte da sua última tour mundial. Contudo, surgiram ameaças de morte antes do concerto e o grupo foi aconselhado a ficar apenas no quarto do hotel Hilton de Tóquio. Para passar o tempo, os quatro músicos pintaram uma obra, agora intitulada Imagens de uma Mulher. Antes de deixar o país, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr assinaram os seus nomes e entregaram-na a Tetsusaburo Shimoyama, executivo da indústria do entretenimento e presidente do clube de fãs da banda na capital japonesa. Acredita-se que o quadro seja o único exemplo de pintura coletiva dos The Beatles. Em setembro de 2012, a obra foi leiloada pela Philip Weiss Auctions em Nova Iorque, e vendida por 155.250 dólares americanos, cerca de 143.213 euros.

Tags: isolamento dante alighieri william shakespeare isaac newton victor hugo frida kahlo pablo picasso sigmund freud simone de beauvoir the beatles
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!