Mundo

Cientista portuguesa galardoada com Prémio Sanofi-Institut Pasteur 2018

Maria Manuel Mota, diretora executiva do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, em Lisboa, foi ontem galardoada com o Prémio Sanofi-Institut Pasteur, em Paris. É a primeira vez que este prémio é atribuído a uma portuguesa.
Por Sara Nascimento, 16.11.2018

A investigadora principal e diretora executiva do iMM foi premiada pelas suas descobertas sobre a fisiologia do parasita que causa a malária e a adaptação do ciclo de vida com os hospedeiros, ficando, assim, reconhecida na categoria International Mid-Career Award e recebendo um prémio de €150.000.

Maria Mota e o seu grupo de investigadores já estudavam o parasita responsável pela malária há mais de 20 anos. Esta é a primeira vez que este prémio é atribuído a uma personalidade portuguesa, neste caso, do ramo da ciência. Maria Mota realçou a importância da atribuição desta distinção, não só pelo reconhecimento do trabalho da investigadora e do seu grupo, mas também pelo financiamento atribuído ao laboratório, que permite a exploração de novas ideias.

Criados em 2012, os Prémios Sanofi-Institut Pasteur têm como objetivo reconhecer até quatro cientistas cuja investigação se traduza num verdadeiro progresso científico. Os prémios dividem-se em duas categorias: International Mid-Career Award e International Senior Award.

O iMM tem ainda a decorrer, atualmente, uma campanha institucional intitulada "Antes de uma grande resposta, há sempre uma grande pergunta", protagonizada pela própria Maria Mota.

Tags: ciência prémio portuguesa cientista portuguesa maria mota imm malária
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!