Culturas

Artistas mulheres em destaque no Gulbenkian

O museu propõe um novo percurso temático na exposição permanente da sua Coleção Moderna, evidenciando mais de 100 obras femininas, pondo em destaque quase um século de história da arte em Portugal.
Por Camila Lamartine, 05.06.2019

Mulheres na arte. Este é o foco da mais recente iniciativa do Museu Calouste Gulbenkian. As mulheres na Coleção Moderna. De Sonia Delaunay a Ângela Ferreira 1916-2018 é um percurso que se centra nas pinturas, desenhos, ilustrações, têxteis, fotografias, vídeos, esculturas e instalações, organizadas de forma cronológica, de 1916 a 2018, e todas assinadas por mulheres.

Com curadoria de Patrícia Rosas, incluem grandes nomes das artes como Ângela Ferreira, Grada Kilomba, Mily Possoz, Ofélia Marques, Paula Rego, Clara Menéres, Ana Hatherly e Maria Antónia, esta com uma sala inteira dedicada aos seus desenhos e bordados.

A mostra, que assinala também a comemoração aos 50 anos da permissão do voto feminino divide-se em quatro períodos históricos, iniciando com a Primeira República, seguida pelo Estado Novo, o Pós-1974 e finalizando com o Pós-2000, cada um reunindo artistas relevantes da época.

A ideia é oferecer uma nova perspetiva da Coelção Moderna, em que o papel das obras de artistas mulheres é cada vez mais importante e propondo, assim, encontros diversos com as temáticas da autorrepresentação, representação da mulher e das crianças ou o corpo.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!