Mundo

António Zambujo atua em Lisboa e em Beja

O músico português está a apresentar o álbum que lançou em Outubro do ano passado - Até Pensei que Fosse Minha - uma homenagem a Chico Buarque.
Por Rita Lúcio Martins, 01.03.2017

Não é de agora a ligação de António Zambujo à música brasileira, que sempre teve um papel muito importante na sua formação enquanto ouvinte e intérprete. Aos seus pilares, como lhe chama, onde entram o fado e as raízes do cantar alentejano, foi acrescentando as influências da bossa nova e do samba, que chegaram através das muitas viagens pelo Brasil e pelo repertório dos respetivos ídolos, primeiro com João Gilberto, depois com outros autores.

Chico Buarque foi um dos nomes que se seguiram nessa descoberta de ramificações e a aproximação deu origem a um álbum de homenagem (Até Pensei que Fosse Minha), lançado em outubro passado, composto por 16 canções que abrangem vários períodos da carreira de Buarque. A apresentação em Portugal dessas versões faz-se em três concertos, às 21 horas, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Depois de esgotados os espetáculos de 1 e 2 de março, o músico de Beja atuará também no dia 3 (€25).

Tags: antónio zambujo lisboa beja chico buarque até pensei que fosse minha álbum música português. gulbenkian
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!