Mundo

Ada Hegerberg vence primeira Bola de Ouro feminina e ouve comentário sexista

A norueguesa de 23 anos venceu a primeira edição da Bola de Ouro feminina e o apresentador da cerimónia, DJ Martin Solveig, perguntou-lhe se sabia dançar o twerk.
Por Sara Nascimento, 04.12.2018

O Lyon, equipa à qual pertence Ada Hegerberg, tinha sete jogadoras nomeadas para o prémio, mas foi a avançada norueguesa a vencer, tornando-se na primeira mulher a receber esta distinção. Com apenas 23, a jogadora já conquistou a Liga dos Campeões por quatro vezes e é autora do recorde de golos numa só edição de competição europeia, entre outras conquistas.

No entanto, depois de receber o prémio, o apresentador DJ Martin Solveig perguntou a Ada se esta queria dançar para celebrar a vitória e se sabia fazer o twerk. A resposta foi um "não" rápido e direto.

O comentário foi imediatamente tomado como sexista e despoletou várias reações. O tenista Andy Murray, por exemplo, escreveu no seu Instagram: "Que perguntas fizeram a Mbappé e a Modric [dois dos vencedores da noite]? Imagino que algo relacionado com o futebol. E para todos os que pensam que estou a exagerar e que foi apenas uma piada… não foi. Toda a minha vida estive envolvido no desporto e o sexismo é irreal".

Entretanto, Martin Solveig já se desculpou nas redes sociais, explicando que se tratou de uma piada infeliz: "Expliquei, pedi desculpa e [Ada Hegerberg] disse que percebeu que era uma piada."

A situação relembrou que o sexismo é uma realidade muito presente no mundo do desporto.

Tags: ada hegerberg bola de ouro bola de ouro feminina sexismo martin solveig
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!