Culturas

Absher, a aplicação que permite que os maridos sigam as mulheres

Disponível na Google Store e na App Store, esta aplicação permite que os maridos na Arábia Saudita saibam sempre para onde as suas mulheres vão.
Por Inês Fernandes, 25.02.2019

A nova atualização da aplicação criada pelo governo da Arábida Saudita permite que os maridos se inscrevam como "guardiões" e sigam todos os passos das suas mulheres, desde controlar as suas viagens, receber alertas quando tentam usar transportes próprios e restringir certas autorizações (como viajar).

A Absher é uma aplicação para assuntos civis, desde consultar passaportes a pedir aplicações. Na atualização, há uma secção intitulada "permissão de viagem dos dependentes" que permite controlar em que aeroportos as mulheres podem aterrar, quanto tempo estão de viagem e quantas viagens podem fazer. Quando não se seguem as regras, é emitido um alerta.

A app foi descoberta através de uma investigação do jornal americano The Insider e tem cerca de 11 milhões de utilizadores

As leis da Arábia Saudita continuam a ser muito restritas para as mulheres, existindo o papel de "guardião civil", homem responsável pela mulher, independentemente da sua idade ou estado civil. Através desta nova atualização na aplicação, essas "leis" passam para o mundo digital.

A Amnistia Internacional afirmou num comentário publicado pelo Washington Post, que esta aplicação é um reflexo das leis sexistas da Arábia Saudita, enquanto o Observatório dos Direitos Humanos pediu à Google e à Apple que retirassem a aplicação das suas lojas.

Tags: arábida saudita the insider google amnistia internacional apple washington post observatório dos direitos humanos questões sociais app abshner
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!