Culturas

A lista completa dos vencedores dos Óscares 2020

Estes foram os galardoados da 92ª edição dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográfica de Hollywood.
Por Aline Fernandez, 10.02.2020

A cerimónia dos Óscares da noite de 9 de fevereiro (em Portugal já na madrugada de segunda-feira, dia 10) no Dolby Theatre, em Hollywood, premiou os melhores filmes, atores e equipas técnicas do Cinema do último ano.

A liderar a lista de nomeados esteve Joker, de Todd Phillips com 11 nomeações, logo seguido de 1917, O Irlandês e Era uma Vez... em Hollywood cada um a concorrer em 10 categorias. Mulherzinhas, de Greta Gerwig, e o sul-coreano Parasitas arrecadaram seis nomeações. Veja os vencedores:

MELHOR FILME

Le Mans '66: O Duelo
O Irlandês
Jojo Rabbit
Joker
Mulherzinhas
1917
Marriage Story
Era uma Vez… em Hollywood
Parasitas 

MELHOR ATOR

Antonio Banderas, Dor e Glória
Leonardo DiCpario, Era uma Vez… em Hollywood
Adam Driver, Marriage Story
Joaquin Phoenix, Joker
Jonathan Pryce, Dois Papas 

MELHOR ATRIZ

Cynthia Erivo, Harriet
Scarlet Johansson, Marriage Story
Soarise Ronan, Mulherzinhas
Charlize Theron, Bombshell: O Escândalo
Renée Zellweger, Judy 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Tom Hanks, Um Amigo Extraordinário
Anthony Hopkins, Dois Papas
Al Pacino, O Irlandês
Brad Pitt, Era uma Vez… em Hollywood

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Kathy Bates, Richard Jewell
Laura Dern, Marriage Story
Scarlet Johansson, Jojo Rabbit
Florence Pugh, Mulherzinhas
Margot Robbie, Bombshell: O Escândalo

MELHOR REALIZADOR

Martin Scorsese, O Irlandês
Todd Phillips, Joker
Sam Mendes, 1917
Quentin Tarantino, Era uma Vez… em Hollywood
Bong Joon Ho, Parasitas

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Como Treinares O Teu Dragão: O Mundo Secreto
I Lost My Body
Klaus
Missing Link
Toy Story 4

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Taika Waititi, Jojo Rabbit
Steve Zaillian, O Irlandês
Todd Phillips e Scott Silver, Joker
Greta Gerwig, Mulherzinhas

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Rian Johnson, Knives Out: Todos são suspeitos
Noah Baumbach, Marriage Story
Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns, 1917
Quentin Tarantino, Era uma Vez… em Hollywood
Bong Joon Ho e Han Jin Won, Parasitas

MELHOR CINEMATOGRAFIA

O Irlandês
Joker
O Farol
1917
Era uma Vez… em Hollywood

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE LONGA-METRAGEM

American Factory
The Cave
Democracia em Vertigem
For Sama
Honeyland

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

In The Absence
Learning To Skateboard In A Warzone (If You're A Girl)
Life Overtakes Me
St. Louis Superman
Walk Run Cha-Cha

MELHOR CURTA-METRAGEM

Brotherhood
Nefta Football Club
The Neighbor's Window
Saria
A Sister 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Dcera (Daughter)
Hair Love
Kitbull
Memorable
Sister

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Corpus Christi, Polónia
Honeyland, Macedónia do Norte
Les Misérables, França
Dor e Glória, Espanha
Parasitas, Coreia do Sul

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Le Mans '66: O Duelo
Joker
1917
Era uma Vez… em Hollywood
Star Wars: A Ascensão de Skywalker

MELHOR MISTURA DE SOM

Ad Astra
Le Mans '66: O Duelo
Joker
1917
Era uma Vez… em Hollywood

MELHOR BANDA SONORA

Joker
Mulherzinhas
Marriage Story
1917
Star Wars: A Ascensão de Skywalker

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

(I’m Gonna) Love Me Again, Rocketman
Im Standing With You, Breakthrough
Into the Unknown, Frozen 2
Stand Up, Harriet

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Bombshell: O Escândalo
Joker
Judy
Maléfica: Mestre do Mal
1917

MELHOR GUARDA-ROUPA

O Irlandês, Sandy Powell e Christopher Peterson
Jojo Rabbit, Mayes C. Rubeo
Joker, Mark Bridges
Mulherzinhas, Jacqueline Durran
Era uma Vez… em Hollywood, Arianne Phillips

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vingadores: Endgame
O Irlandês
O Rei Leão
1917
Star Wars: A Ascensão de Skywalker

MELHOR MONTAGEM

Le Mans '66: O Duelo
O Irlandês
Jojo Rabbit
Joker
Parasitas

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

O Irlandês
Jojo Rabbit
1917
Era uma Vez… em Hollywood
Parasitas

Tags: oscars óscares óscar 2020 prémio cinema academia de artes e ciências cinematográficas dolby theatre hollywood
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
1 Comentários
geo@geopress.org Em 92 anos, este é o primeiro Óscar de Melhor Filme que não é falado em inglês. E, neste âmbito estou a produzir o “Documentário 1992”, ano que cheguei em Portugal, totalmente documentado em texto, áudio e vídeo, para unir os 800 milhões de Iberófonos que não falam inglês. E, desde 1992 a Fundação Geolíngua, registrada em 2002, está a ser ignorada e boicotada pelo governo e a imprensa portuguesa, por este ato de promover a língua portuguesa numa aliança com o espanhol, para se criar uma União Iberófona em 30 países nos 5 continentes que não necessita do inglês para se comunicar. Portanto, já está na hora de se criar um novo “Brexit” a partir de Hollywood, para escolher uma "nova" língua para a União Europeia e América Latina. O objetivo é substituir o Inglês, por não fazer mais parte do continente europeu, pelo "português", por possuirmos 90% do espanhol e 50% do italiano, em nossa estrutura gramatical. Posto isso: Atenção, Câmara, Ação!!
Há 4 semanas
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!