Mundo

Bem-vindo a casa: 15 tendências de decoração para este inverno

Com o inverno à porta, é de conforto que precisamos. Novos conceitos, cores que sugerem equilíbrio, luz e harmonia numa combinação de contrastes que é, também, afinal, uma renovação de energias. Sinta a casa. Sinta-se em casa.
Por Marina Sousa, 19.11.2018
GEOMETRIA DA COR

A predominância das cores fortes e alegres será a escolha acertada para começar o dia da melhor forma. Se não considera mudar a cor das paredes, aposte numa renovação do mobiliário e das peças decorativas. O jogo de geometrias, onde o sofá é rei, com as suas linhas curvas e fluidas, dará uma nova dinâmica ao espaço.
   
LUXE REVIVAL

Os conceitos de luxo são do mais subjectivo que há no universo da decoração. Mas dissociá-los dos tons de ouro, de materiais nobres como o mármore ou de tecidos requintados como o veludo, parece tarefa difícil. Para acrescentar mais personalidade ao conceito surgem tons como o verde-esmeralda, o azul-profundo e o rosa-pastel. Também os metais saltam para a ribalta e as franjas de inspiração vintage trazem o movimento que faltava para marcar a diferença. 
    
TERRAZZO

Com a década de 70 na lista das principais tendências deste Inverno, a decoração de interiores recupera o marmorite, material muito comum nos pavimentos da época. O efeito de pequenas partículas salpicadas ao acaso forra paredes, pinta chãos e dá vida a objectos decorativos e utilitários, como jarras ou loiça de cozinha. Usada na quantidade e proporção que melhor define o estilo da casa, é garantia de animação e arrojo.

SAGE GREEN

Em jeito de antevisão, este verde-acinzentado é a promessa que transita deste ano para o seguinte. Suave, delicado e minimal, permite todas as conjugações possíveis, em estilo e materiais, e ainda acompanha todas as tonalidades escolhidas para decorar a divisão, sejam elas quentes ou frias, discretas ou vibrantes. É, por isso, uma excelente opção para um ambiente tranquilo e sem ruído.

PINK ALL OVER

Tudo em rosa? Parece exagero só de pensar, mas a paleta deste tom é quase inesgotável. O exercício reside num jogo cromático em que os focos de luz são dados pelos rosas mais claros, quase translúcidos, e a profundidade pelos mais escuros. Quanto mais minimal for o espaço melhor ficará. Para não se tornar tão intenso, a feminilidade pode ser mais comedida, presente apenas em algumas peças. A aposta numa elegante poltrona ou num impactante aparador será suficiente.

MAGIA NEGRA

Luz e energia parecem não combinar quando se fala de preto na decoração, mas a verdade é que não existe opção mais elegante e sóbria, adequada a todas e quaisquer combinações de estilos, cores e materiais. Neutro, mas com presença forte, quando combinado com branco é sofisticação em estado puro. Com elementos verdes, ganha frescura.

FUSÃO DE ESTILOS

É consensual que o design escandinavo, com as suas linhas depuradas e filosofia prática de organização, reúne todas as condições para um ambiente tranquilo e harmonioso. Nesta estação, ele reinventa-se ao incorporar influências vindas do Japão, dentro da mesma linha. Desta união de estéticas resultam novas formas e propostas onde a beleza da imperfeição promete tornar a casa ainda mais acolhedora.

LOOK UP

Quando se fala em tectos de uma casa, é em candeeiros que pensamos. Mas nos tempos que se avizinham isso irá mudar. Relevos, pinturas e magistrais iluminações anunciam que todos os olhares estarão voltados para cima. Conjugar todos estes elementos requer uma grande dimensão de espaço, pois poderá pesar e dar a sensação de que encolheu. O ideal mesmo será neutralizar o espaço envolvente ou apostar unicamente num elegante e moderno candelabro.

VIAGEM GLOBAL

Estéticas do mundo influenciam novas formas de estar e viver a casa. Têm uma energia própria e suscitam diferentes leituras. A arte de misturar texturas, elementos naturais e peças de design, sejam elas artesanais ou clássicas, mostra que é nas diferenças que se conseguem resultados compactos e bem-sucedidos. Com a vantagem de poder viajar no tempo sem sair do mesmo espaço.

NOVAS RECEITAS

A procura de aconchego fará da cozinha um dos espaços mais concorridos da casa. Afinal, a hora da refeição é um dos momentos mais reconfortantes do dia, especialmente nos dias frios. E nada melhor do que uma renovação para melhor receber e cozinhar. Os materiais misturam-se e conjugam-se de forma inusitada, mas esteticamente perfeita. Madeiras, mármores e metais querem-se juntos e os móveis em diferentes tonalidades, de preferência mais escuras.

TERRA QUENTE

Não há Outono sem as cores que o caracterizam. Numa paleta que vai do amarelo-torrado ao vermelho, é sobretudo nos tons ferrugem que a tendência recai. Seja na escolha da tinta de parede, num confortável sofá ou num tapete que lembra o chão coberto pelas folhas que caem das árvores, o propósito é só um: aquecer o espaço e quem dele usufrui. Mas atenção ao excesso: pode tornar-se cansativo.

ERA INDUSTRIAL

O cimento e os metais invadiram todas as divisões da casa como elemento de modernidade. Nesta estação, esse efeito industrial conseguido pelo uso desses materiais perde o seu aspecto frio e sóbrio ao mostrar que os contrastes funcionam. Conjugados com elementos artesanais e naturais como a madeira, criam uma estética visualmente apelativa. Peças como candeeiros, jarras ou mesas de apoio em metal são o complemento perfeito nesta fusão entre dois mundos tão distintos.

JARDIM VERTICAL

Os papéis de parede vieram para ficar. As opções para dar uma nova vida às paredes são inúmeras, mas as atenções estão voltadas para as flores oversized. Na estação em que as proporções se querem exageradas, as flores não só romantizam, como preenchem (muito) o espaço, exigindo por isso algum minimalismo ao seu redor, quer no que respeita à cor, como às formas.

DUPLA PERSONALIDADE

A comprovar que um objecto pode ter várias vidas, o tapete transporta-se do chão para a parede, transformando-se no quadro perfeito. A sua forma é irrelevante, o tamanho depende do espaço disponível, o design do gosto pessoal. O tapete usado na vertical, apesar do seu aspecto pesado, que pode ser suavizado com a escolha de material e cores certas, dá uma estranha mas agradável sensação de aconchego. E de calor. Importante será não esquecer a harmonia com os elementos em redor, nomeadamente os que estão no chão.

MADEIRA À VISTA

Consciencialização e sustentabilidade ganharam uma voz própria e sonante nos últimos anos e elevaram os materiais naturais a estrelas na decoração. A madeira assume-se em estado bruto, dando um visual rústico à casa, como se de um refúgio se tratasse. Acolhedor e aconchegante. E com o método DIY (Faça você mesmo) em voga, a personalização de espaços através dos diferentes usos dados à madeira torna-se ainda mais especial.

Tags: tendências decoração casa cor estilo
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!