Notícias

O inferno de Tina Turner na relação com o ex-marido e agressor

Tina Turner lançou uma autobiografia onde relata as agressões e os abusos que sofreu nas mãos do ex-marido Ike Turner.
Por Carolina Veiga, 11.10.2018

Depois de em 1986 ter lançado I, Tina, um livro autobiográfico onde já escrevia sobre episódios de agressões, surgem agora novos detalhes sobre a nova autobiografia de Tina Turner. "My Love Story: A Memoir", publicados no diário britânico The Daily Mail.

"[Ike Turner] usou-me como saco de pancada tantas vezes que eu conseguia sentir o gosto do sangue na garganta. Partiu-me o queixo e eu deixei de me conseguir lembrar de como era não ter um olho negro", revela Tina, à medida que relata os 18 anos de casamento e de inferno que viveu ao lado de Ike Turner. A perturbante noite de núpcias, numa casa partilhada com ex-mulheres de Ike, "o sexo que parecia violação" – por palavras de Turner - e a fuga de um hotel em Las Vegas, sem comida nem dinheiro, situações que acabaram num pedido de divórcio silenciado pela indústria. Divórcio feito e vida realinhada, com muita ajuda de Cher e David Bowie, seguiram-se episódios de perseguição e ameaças por parte dos empregados de Ike, mas que em nada  fizeram Turner recuar.

"Para qualquer um que esteja num relacionamento abusivo, digo isto: nada pode ser pior do que onde  está agora. Nada. Se se levantar e sair, se se levantar das cinzas, a vida se abrirá para si novamente.", acrescenta Tina Turner.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!