Celebridades

Naomi Campbell revela situações de racismo na moda

A supermodelo deu uma entrevista à Vogue Britânica em que revelou que um país não passou uma campanha publicitária por causa da cor da sua pele.
Por Inês Fernandes, 24.04.2019

Apesar de ser uma das personalidades mais conhecidas da moda, e de fazer parte da geração de supermodelos dos anos 90, juntamente com Linda Evangelista e Christy Turlington, Naomi comentou recentemente que o racismo e a desigualdade continuam presentes na indústria da moda.

Numa entrevista à Vogue Inglesa que celebrou as suas mais de três décadas como modelo, Campbell revelou que ainda não há igualdade entre modelos de cor e modelos brancas, e que ela própria foi recentemente vítima de racismo. "Eu sou o rosto de uma nova campanha publicitária e disseram-me que um certo país não a ia passar por causa da cor da minha pele."

A modelo de 48 anos também não se esqueceu que a temporada de outono-inverno 2019 foi a mais diversificada de sempre, contando com cerca de 40% das modelos de cor nas passerelles, mas relembrou que ainda há um longo caminho a percorrer.

Na mesma entrevista, Campbell espera que no futuro "as modelos [de cor] possam ter as mesmas oportunidades e a mesma remuneração do que as outras", e relembrou que "as modelos negras não são uma tendência" e que "estão cá para ficar".

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
1 Comentários
José Gonçalves Pois, aunda não á essa igualdade
30.04.2019
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!