Celebridades

Brad Pitt surpreende trabalhador na linha da frente em direto

O ator agradeceu a um dos trabalhadores que continuam na linha da frente durante a pandemia de Covid-19, garantindo a segurança de quem está em casa, durante o programa United We Sing, da CBS.

A carregar o vídeo ...
23 de junho de 2020 | Rita Silva Avelar

O ator agradeceu a um dos trabalhadores que continuam na linha da frente durante a pandemia de Covid-19, garantindo a segurança de quem está em casa, durante o programa United We Sing.

Durante o evento televisivo "United We Sing: A Grammy Tribute to Unsung Heroes", estrelas de Hollywood como Sandra Bullock, Oprah Winfrey, Jamie Foxx e Brad Pitt gravaram vídeos em direto a agradecer a trabalhadores essenciais em todo o país, pelo trabalho incansável que tem ajudado a manter os americanos a salvo no meio da pandemia.

O ator Brad Pitt falou com um trabalhador do saneamento básico de Nova Orleães chamado Darnell Rudolph, agradecendo-lhe o trabalhado prestado e a coragem, e perguntou-lhe pela sua família, e se estavam a salvo. "Gostei muito do trabalho que fez depois do Katrina", disse Rudolph a Pitt durante a breve conversa. Rudolph estava a referir-se a quando Pitt ajudou a recrutar arquitetos para projetar e construir mais de 100 casas ecológicas em Nova Orleães, na sequência do furacão Katrina, em 2005. "Tenho tanto amor por essa cidade, e nós valorizamos muito o que estás a fazer", disse Pitt antes de perguntar a Rudolph sobre a sua família.

Esta não é a primeira vez que o mundo vê Brad Pitt desde o início da crise global de Covid-19. Para além desta participação no especial da CBS, Pitt também fez um discurso durante a formatura virtual da Universidade do Estado do Missouri, e teve uma rápida experiência como "meteorologista" no programa online do ator John Krasinski, Some Good News.

Esta última iniciativa partiu do ator, cantor e apresentador Harry Connick Jr. e da filha Georgia Connick, que viajaram mais de 2 mil quilómetros, visitando vários trabalhadores essenciais em diversos estados dos EUA.

Saiba mais Ator, Pandemia, EUA, Brad Pitt, Covid-19, Katrina, CBS, Nova Orleães, Darnell Rudolph, United We Sing
Relacionadas

A história de Joyce Bryant, a última diva viva

Chamam-lhe a "Diva Perdida” ou a Marilyn Monroe negra. Esta mulher, hoje com 91 anos, abriu caminho para outras estrelas musicais como Aretha Franklin e afastou-se das luzes da ribalta até que o mundo se esqueceu dela. O seu legado musical, embora curto, é eterno.

Pedro Lima. Um ator exímio, um pai atento e um homem de causas

Aos 49 anos, o ator português Pedro Lima foi encontrado sem vida na Praia do Abano, no Guincho. Definido pelos amigos e colegas como afável, exigente consigo próprio e dedicado à família, era também um homem de causas. Pedro entrou no projeto da Máxima, que se desenrolou entre 2014 e 2015, calçando uns sapatos de salto alto em nome da igualdade de género.

Mais Lidas