Celebridades

As tiaras da realeza britânica

O vestido não é o único segredo das noivas reais. No dia do casamento da princesa Eugenie, recordamos algumas tiaras da realeza britânica.

Todas as escolhas feitas para uma noiva real são analisadas ao mais ínfimo pormenor. Para ajudar, a coleção de joias da rainha Isabell II é vasta, com todas as tiaras a ter um nome próprio e uma história para contar. A Máxima reuniu algumas dessas joias utilizadas pelos membros da família real nas últimas décadas.

Tiara de esmeraldas Greville Kokoshnik | A tiara de diamantes e esmeraldas, feita pela joalheira francesa Boucheron em 1919, era originalmente da Dame Margaret Greville, uma famosa anfitriã da sociedade que, após sua morte, deixou suas joias para a rainha-mãe. Quando a rainha-mãe faleceu em 2002, grande parte dessa coleção, incluindo a tiara de Kokoshnik, foi para a rainha Isabel II, que emprestou-a para a princesa Eugenie no dia do seu casamento. A peça é feita de diamantes em platina e adornada com seis esmeraldas. A esmeralda central, de acordo com o The Telegraph, tem 93,7 quilates.

Tiara de Diamante York | Ao contrário da maioria das tiaras usadas em casamentos reais britânicos, esta peça era completamente nova. Foi comprado para Sarah Ferguson pela rainha Isabel II e pelo príncipe Philip. Foi confecionada pela Casa Garrard.

Tiara Bandeau Diamante da Rainha Mary | No seu casamento com o príncipe Harry, a 19 de maio deste ano, Meghan Markle usou esta tiara de diamantes e platina, que data de 1932, e inclui uma pregadeira de 1893. Foi emprestada pela rainha Isabel II, e pertenceu à sua avó, a rainha Mary. Esta tiara não era vista em público desde 1953.

Tiara Halo | Quando Kate Middleton a usou no dia do seu casamento com o príncipe William, a 29 de abril de 2011, esta tiara tornou-se uma das mais famosas da coleção da rainha. Esta joia já guardava uma longa e especial história na família, à qual foi acrescentado um novo capítulo.

Tiara das Damas da Grã-Bretanha e Irlanda | É claramente uma das tiaras favoritas da rainha, uma vez que a usou ao longo de todo o seu reinado e continha a usar com frequência. Foi um presente de casamento do Comité das Damas da Grã-Bretanha e Irlanda à rainha Mary, em 1893. As damas da alta sociedade da época angariaram fundos para comprar esta tiara na Casa Garrard (joalheiria oficial da Casa Real durante largos anos). A peça foi depois oferecida como presente de casamento à rainha Isabel II, em 1947.

Tiara dos Amantes de Cambridge | Foi encomendada para a rainha Mary no início de 1900 à Casa Garrard. A avó da rainha Mary foi duquesa de Cambridge e esta peça foi feita com inspiração numa tiara que lhe pertenceu, daí vem o nome. Quando a rainha morreu, em 1953, a peça passou para Isabel II que a usou bastante nessa década. Mais tarde deu-a à princesa Diana como presente de casamento e esta usava-a também com bastante frequência. Quem a tem usado ultimamente é a duquesa de Cambridge. Kate Middleton foi vista com a tiara pela primeira vez em 2015, na Annual Diplomatic Reception, e é a sua tiara de eleição desde então. Tem 19 pérolas abraçadas por arcos de diamantes.

Tiara de Aquamarinas Brasileira | O Brasil ofereceu à rainha Isabel II um conjunto de joias com as pedras preciosas azuis aquamarinas, a propósito da sua coroação. A monarca encomendou depois uma tiara a condizer com estas joias. É uma das tiaras mais vistosas da coleção da rainha, provavelmente pelo tamanho das pedras azuis que a compõem. A rainha usa muitas vezes o conjunto completo e pudemos vê-la com estas joias quando os reis Felipe e Letizia de Espanha visitaram o Reino Unido, em julho de 2017.

Tiara da Gran Duquesa Vladimir | Esta tiara pertenceu à Gran Duquesa Vladimir, da Rússia, e chegou à casa real britânica porque foi adquirida pela rainha Mary, que eventualmente a passou à neta, a rainha Isabel II. A rainha usa-a muitas vezes, provavelmente por causa da sua versatilidade. No centro dos arcos podem estar pérolas em forma de gota, esmeraldas de Cambridge ou simplesmente nada.

Tiara Flor de Lótus | Esta tiara tem origem no presente de casamento que o pai da rainha Isabel II ofereceu à sua prometida. Em 1923, o duque de York surpreendeu Elizabeth Bowes-Lyon com um colar em pérolas e diamantes, mas a noiva acabou por pedir à Casa Garrard que o transformasse nesta tiara. A rainha-mãe ofereceu a peça à princesa Margarida, que a usou bastantes vezes. Em 2013, Kate Middleton usou-a pela primeira vez no jantar da Annual Diplomatic Reception e, em 2015, voltámos a vê-la com esta tiara no banquete no Palácio de Buckingham para o presidente da República Popular da China, Xi Jinping.

Tiara Fringe da rainha Mary | Foi feita para a rainha Mary em 1919, mas fica na história por ter sido a tiara que a então princesa Isabel usou no seu casamento com o duque de Edimburgo, em 1947. A princesa Ana, filha da rainha Isabel II, também escolheu esta tiara para o seu casamento com Mark Phillips, em 1973. A peça pode ser convertida num colar.

Tiara de Safiras de George VI | O pai da rainha Isabel II ofereceu-lhe joias com safiras como presente de casamento, em 1947. Na década de 1960, a monarca encomendou esta tiara a condizer. Embora a história deste conjunto de joias seja curta, o seu valor sentimental é grande.

Strathmore Rose Tiara | Feita no século 19, esta tiara foi dada à Rainha Mãe por seus pais como presente de casamento, antes de ser presenteada à rainha Isabel II. Ao contrário da maioria das tiaras reais, esta ainda não fez uma aparição moderna.

Tiara de Rubis Birmaneses | A rainha Isabel II recebeu cerca de 100 rubis da Birmânia como presente de casamento e, em 1973, mandou montá-los nesta peça, acompanhados por diamantes provenientes de uma outra tiara que foi previamente desfeita.

Tiara Meander | Esta tiara foi oferecida a Isabel II pela sogra, a princesa Alice da Grécia, como presente de casamento, em 1947. A rainha, por sua vez, deu-a à princesa Ana e a filha desta, a princesa Zara, usou-a no dia do seu casamento, em 2011, como o "algo emprestado" que manda a tradição.

Tiara Greville | Esta tiara pertencia à dama Margaret Helen Greville, mulher da alta sociedade e filantropa, que era amiga próxima da rainha Mary e deixou as suas joias à rainha-mãe. Ultimamente é Camilla, duquesa da Cornualha, quem tem usado esta tiara.

Tiara Oriental Circlet | Esta peça foi encomendada pelo príncipe Alberto para a mulher, a rainha Victoria, à Casa Garrard, em 1853. O príncipe teve um papel fundamental no design da tiara que, inicialmente, tinha opalas como pedras centrais (as favoritas do príncipe). Mais tarde foram trocadas por rubis. A rainha Victoria tinha adquirido pouco antes uma coleção de joias orientais que pode ter influenciado a criação desta joia. Já no século XX, era uma das tiaras favoritas da rainha-mãe, que a deu à filha, a rainha Isabel II.

Tiara Delhi Durbar | Foi encomendada pela rainha Mary para celebrar, em Deli, a coroação do marido, George V, que o tornava também imperador da Índia. A peça foi feita pela Casa Garrard e conta com 675 diamantes. Inicialmente tinha também esmeraldas de Cambridge herdadas dos pais desta rainha consorte (duques de Cambridge), mas mais tarde a rainha-mãe, sua nora, usou-as para fazer uma nova tiara.

Tiara de Sophie Rhys-Jones, condessa de Wessex | Quando a noiva apareceu no dia do casamento com esta tiara, a peça não foi de imediato reconhecida, pelo que se crê ser da coleção privada da rainha.

Tiara da Família Spencer | Para o seu casamento com o príncipe Carlos, Diana escolheu usar uma tiara da sua família. Esta peça foi também usada pela mãe e pela irmã Jane nos respetivos casamentos. Feita em ouro, prata e diamantes, esta joia data do século XVIII. A princesa Diana usou-a muitas vezes em atos oficiais, mas desde a sua morte esta tiara não voltou a ser vista. Sabe-se que a joia pertence atualmente ao tio do príncipe Harry, o conde de Spencer.

Tiara Cartier Bandeau | A peça, que originalmente pertenceu à rainha-mãe, é feita de três tiras num formato bandeau. 
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!