Casamentos

Chamem uma wedding planner!

Planear o dia de casamento perfeito pode levar os noivos à loucura. Desafiámos três wedding planners a desvendarem um pouco da magia do seu trabalho.
Por Carolina Carvalho, 13.06.2017

Jasmine Lazzari, The Wedding Co

É italiana e vive em Portugal há 15 anos. Orgulha-se de, por cá, ter sido pioneira com esta empresa e garante que se dedica exclusivamente a casamentos de luxo. Em Portugal tem uma equipa fixa de cinco pessoas e mais uma em Londres.

Porquê recorrer a um wedding planner?

Os noivos devem recorrer aos serviços de um wedding planner, de modo a não ter qualquer tipo de preocupação com o seu dia. Alguém que se encarregue de tudo o que constitui um processo de casamento é algo que tranquiliza os noivos e que os faz viver da melhor forma esse momento.

Quanto pode custar a organização de uma festa de casamento e o que é que inclui?

O custo da organização de um casamento depende de diversos fatores que variam consoante os nossos clientes. São estes: o orçamento que os noivos têm como limite, o sítio onde se irá realizar o casamento, a decoração, entre muitos outros pontos essenciais. Os nossos serviços e o custo dos mesmos inclui o design, a organização, o acompanhamento no dia constituído e gerido por uma equipa nacional e internacional com muitos anos de experiência.

O que é para si fundamental na organização de um casamento?

O bom gosto, paciência e a criação de uma equipa de fornecedores que se complementa em muitos aspetos, para aquele casamento em específico, uma equipa que seja escolhida "a dedo" para aquele dia especial daquele casal. Os detalhes e pormenores com requinte, que marcam a diferença.

Qual diferença entre wedding planning e wedding design?

Wedding Planning diz respeito apenas ao planeamento, tal como o próprio nome indica, à organização do casamento. Wedding Design refere-se a todos os componentes estéticos constituintes de um casamento: styling, decoração, convites.

 

Quais os erros que os noivos devem evitar?

- Convites muito detalhados. Devem apenas ter a informação necessária. Já o seu design deve ser completo o suficiente, de modo a introduzir o tema que os noivos optaram para basear o seu dia.

- Misturar muitas cores e temas. Deve ter apenas um tema e três cores como base para o seu casamento.

- Escolher um look muito específico. Principalmente para as noivas, é importante que tanto o vestido, como a maquilhagem e o cabelo, não seja algo muito diferente nem algo que possa passar de moda. O casamento é algo que fica para a vida, principalmente as fotografias. Assim, quanto a este assunto deve ter em conta duas características: elegância e intemporalidade.

- Começar a cerimónia muito cedo. As cerimónias devem começar quatro horas antes do por do sol. Para além de a preparação da noiva, ter que começar de manhã cedo; a luz das fotografias funciona melhor mais tarde.

- Deixar tudo para a última, se tiver uma wedding planner, isso nunca irá acontecer. Muitos fornecedores ficam reservados entre 1 ano a oito meses de antecedência.

- Poupar nas flores. É um grande erro, pois são a parte mais viva da decoração do seu casamento. E, em conjunto com a iluminação traduz o ambiente do seu dia.


Ana Ferreira dos Santos, Festa Aluga

Esta empresa nasceu em 1991 para organizar e produzir eventos e hoje, à lista de entidades conhecidas que tem como clientes, juntam-se também uma série de noivos felizes.

Quais os maiores desafios com que já se deparou?

Ao longo destes vintes anos de trabalho, já tive muitos desafios difíceis mas todos interessantes. Um foi transformar um celeiro completamente degradado, num espaço super sofisticado com um ambiente marroquino. Tivemos que forrar desde as telhas às paredes que estavam danificadas e o resultado foi um cenário único e surpreendente! Lembro-me também de criar um jardim com 1500 m2 para um cocktail, num espaço onde havia apenas terra batida.

Quanto pode custar a organização de um casamento e o que inclui?

Os custos são muito variáveis. O espaço escolhido é determinante para o valor do casamento. Se optar por uma quinta/espaço com todas as infraestruturas e apoios os valores são muito diferentes se optar por casar em casa onde não existem estas infraestruturas e apoios. A maior parte das vezes coordenamos o casamento de A a Z, ou seja tratamos desde a concepção do tema/ inspiração do casamento, à escolha do espaço, da decoração, catering, implementação de estruturas, até aos serviços de vallet parking, promotoras, animação (bandas / DJ, etc), produção gráfica, etc.

O processo de planeamento de um casamento e a calendarização que os noivos devem seguir.

Tanto o processo de planeamento como a calendarizarão depende do espaço escolhido. Por exemplo, se os noivos não têm espaço próprio devem começar um ano antes para a escolha do mesmo. Quando os noivos têm espaço próprio não há uma necessidade de começar com uma antecedência tão grande. A nossa função é selecionar todos os fornecedores para a execução da festa (tenda, iluminação, catering, flores, climatização, DJ, fotógrafos, etc.). Em suma, asseguramos todos os momentos do casamento, por forma a garantir o sucesso da festa, tornando este dia verdadeiramente único para os noivos, família e amigos envolvidos.

Destaque-nos alguns casamentos que já organizaram?

Por exemplo um casamento de uma filha de um político português com 500 pessoas no Convento do Beato, pois havia muita preocupação protocolar. Outro que me recordo é um casamento numa casa particular apalaçada no Norte do País, pelo resultado deslumbrante conseguido. Ou ainda um casamento indiano que durou 3 dias, e que tivemos que coordenar todo os fornecedores envolvidos e conseguir um equilíbrio harmonioso entre as tradições indianas e o próprio espaço escolhido. Ou um casamento de um português com uma espanhola onde procurámos reflectir também na decoração as 2 heranças e tradições presentes no casamento.

Quais as maiores extravagâncias ou originalidades que já lhe pediram? Transformar o parque de estacionamento do Convento do Beato num jardim, ou os noivos chegarem à festa de veleiro, ou ainda transformar um espaço como se fosse um resort em Africa com animais falsos.

Jasmine Lazzari, The Wedding Co
Ana Ferreira dos Santos, Festa Aluga
Maria Luís Vaz Teixeira, Mary Me
Jasmine Lazzari, The Wedding Co
Ana Ferreira dos Santos, Festa Aluga
Maria Luís Vaz Teixeira, Mary Me
Jasmine Lazzari, The Wedding Co
Chamem um wedding planner!




Maria Luís Vaz Teixeira,
Mary Me

Diz que ser advogada é uma profissão e ser wedding planner é uma paixão. Assim nasceu a Mary Me em Leça da Palmeira (Matosinhos), que conta com vários serviços para realizar um dia especial.

Porquê recorrer a um wedding planner?

Com a exigência que o trabalho hoje em dia obriga, é impossível aos noivos conhecerem na sua plenitude todos os fornecedores que existem no setor dos casamentos. Em média os noivos perdem cerca de 150 horas para organizar o seu casamento. Nem toda a gente tem essas horas disponíveis e acredito que desfrutariam muito do noivado se recorrem a um wedding planner que lhes fizesse as propostas para o que procuram e eles só teriam de escolher. No dia de casamento a equipa da Mary me (composta por 1 coordenadora de evento, 1 colaboradora de coordenação e hospedeiras entre 2 a 10, de acordo com o número de convidados) estão presentes controlando todo o serviço mediante elaboração prévia de um alinhamento junto dos noivos e fornecedores, de forma a garantir que tudo corre conforme o planeado. 

Quais os custos da organização de um casamento e quais os serviços que pode incluir?

A Mary Me não apresenta os seus valores de acordo com o budget final. Temos uma tabela fixa que varia de acordo com evento em questão. No entanto, os valores de mercado rondam os 6% a 12% do budget total dos noivos. No serviço de Coordenação & Planeamento Integral da Mary Me - Eventos incluímos todo o planeamento, recomendação de fornecedores, reuniões ilimitadas (físicas ou virtuais), reuniões com fornecedores, website de casamento pessoal, gestão de RSVP, aconselhamento sobre moda, etiqueta, protocolo e viagens, gestão e controlo do budget. Os noivos têm acesso a uma plataforma virtual My Mary Me onde lhes são propostos os fornecedores, têm o seu orçamento detalhado com os gastos que vão sendo feitos, o calendário com os timings em que deverão ter determinadas decisões tomadas.

O que é fundamental na organização de um casamento?

A gestão do orçamento. É muito importante que os noivos não percam o norte porque depois é complicado voltar atrás. Vai ser um dia especial, certamente e terá de ser recordado por isso mesmo: o dia mais feliz da vida do casal. 

Quais passos essenciais e os timings a cumprir? 

Mal contratam a Mary Me, agendamos nova reunião para falar sobre o planeamento do casamento. Há um pequeno questionário que lhes faço e que me permite conhecê-los um pouco melhor. Como a maior parte dos nossos casais residem no estrangeiro, é muito importante que possa perguntar o máximo que puder para os conhecer bem. Quanto a timings, já fomos contratados com 1 mês e com 2 anos de antecedência. Creio que contratar um wedding planner com 1 ano de antecedência seja o mais adequado mas não é impossível organizar um casamento em 1 mês. Normalmente tenho uma reunião mensal com os noivos para conversarmos e falarmos sobre os desenvolvimentos na organização. Há vários timings como por exemplo: enviar save the date entre um ano a nove meses antes do casamento; enviar convites entre nove a seis meses antes; pedir processo casamento na Conservatória seis meses antes, bem como começar a tratar do processo da igreja nessa altura; fazer uma degustação atempada de forma a poder repetir se assim for necessário; vestido de noiva nove meses antes; selecionar o videografo e fotógrafo nove meses antes também. Um mês antes ter a confirmação final dos convidados, planear a missa; 15 dias antes fazer a planificação das mesas e dizer o número final de convidados ao responsável do serviço de catering. Creio que estes são os essenciais. 

Quais as maiores extravagâncias ou originalidades que já lhe pediram?

Extravagâncias já foram algumas, como o aluguer de Lamborghini para condução do noivo até à igreja, aluguer de helicóptero para condução dos noivos, um vestido de noiva comprado em Londres por € 15 000, um Mercedes SLR para condução do noivo, uma cantora com grupo dos EUA para atuar cá num casamento de americanos. Quanto a originalidades: sapatos feitos à medida por noivas e personalizados ou ter os Kumpania Algazzarra no casamento a atuarem durante os aperitivos.  

 

Que conselhos daria a quem está a organizar o seu próprio casamento?

- Temos sempre de pensar no budget e segui-lo. Sim, é difícil estarmos sempre a pensar em números e por isso os wedding planners, ou gestores de casamento são tão essenciais pois ficam com essa parte aborrecida.

- Não tomar decisões com 100% de emotividade. Deve ser 50% coração 50% razão.

- Não querer comprar um Ferrari quando não queremos gastar esse dinheiro.Como em qualquer área de negócios, os serviços exclusivos têm, obrigatoriamente, preços exclusivos.

- Namorem e apreciem cada decisão em conjunto. Os meus casais, só terão uma tarefa: selecionar as propostas que nós lhes apresentamos e que foram pensadas com carinho e apenas para eles. De resto, desfrutarem este caminho que é tão bonito e que passa num instante. 

 Para mais ideias para casamentos, clique aqui.

Veja mais detalhes no nosso Guia Casamentos
Partilhar
Ver comentários
Máxima Casamentos
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!