Beleza / Wellness

O que acontece ao seu corpo quando come rápido demais

Em menos de dez minutos engole os seus pratos? Seja ao pequeno-almoço, almoço ou jantar? É um mau hábito, por isso saiba o que se passa quando come demasiado rápido.

Foto: Angelos Michalopoulos | Unsplash
24 de janeiro de 2020 | Aline Fernandez

Muito tempo ou pouco tempo, não importa quantos minutos fica na cadeira para comer uma refeição, o corpo levará cerca de 30 minutos para perceber que não tem mais fome. Este processo é determinado por meio de hormonas no intestino delgado, que quando ativadas enviam uma mensagem ao hipotálamo – que rege, entre outras coisas, a saciedade. Assim, se gastar apenas dez minutos a comer, passará ainda 20 minutos com fome. É preciso aprender a esperar.

Mas como? A digestão começa já na mastigação, e ao comer demasiado rápido e não usar os dentes, a comida pouco moída ao chegar ao estômago mobilizará muita energia. Esse esforço extra pode causar dores nessa região. Mas este não é o único efeito colateral, veja em baixo o que mais pode acontecer e quais as medidas a tomar para o evitar:

Fadiga

Após o almoço as pálpebras ficam pesadas? Isto é porque a digestão está a exigir muita energia ao corpo. Solução: Tente comer algo mais leve e mais devagar, mastigue o maior número de vezes possível.

Transtornos de humor

Já teve uma sensação de serenidade após comer devagar uma refeição saudável? É que 10% dos neurónios do corpo estão no intestino. Porém a mesma conexão deste órgão com o cérebro mantém-se ao comer algo rápido demais, podendo perturbar o nosso humor. Solução: Não subestime a importância do tempo se não quiser ter mudanças repentinas de humor.

Aumento de peso

Se a saciedade toma o seu tempo até ser realmente sentida, comer rapidamente geralmente equivale a comer mais que o necessário. Solução: Marque no relógio, deve levar cerca de vinte minutos entre a primeira e a última garfada.

Táticas para comer mais devagar

Para evitar todos esses desconfortos, é aconselhável fazer pausas durante a refeição. Conversar é uma boa opção ou ler ou até distrair-se com alguma coisa enquanto termina o prato, isto caso ainda não esteja tão habituado a mastigar apropriadamente.

Também evite ir comer quando já está faminto, já que assim será quase impossível não devorar tudo à sua frente. O ideal é começar uma refeição com uma leve fome. E, se possível, durante a transição do rápido ao lento, inicie as refeições com uma sopa ou salada de vegetais crus. As poucas calorias iniciam o temporizador da sensação de saciedade.

Saiba mais comer, rápido, digestão, comida, refeição, fome, saciedade, mastigação, mastigar
Relacionadas

Açúcar, o (doce) veneno que mata lentamente

Os doces são a face mais visível do açúcar. Mas em que alimentos se esconde esta propriedade, que mata lentamente, e com que designações? Na era da proliferação falaciosa de informação e à luz das estatísticas mais recentes, temos de voltar a encarar este inimigo diário. E silencioso.

Mais Lidas