Perfumes

A nova jóia da família Herrera

A exclusiva coleção Herrera Confidential dá as boas-vindas a um novo membro. Carolina Herrera de Baéz revela o espírito da luxuosa eau de parfum Sandal Ruby em dez questões.
Por Máxima, 22.04.2020

Qual a razão para lançar um perfume inspirado nesta pedra preciosa?

Já andava a pensar neste projeto há algum tempo. Queria incluir uma fragrância na coleção Confidential que transmitisse exclusividade, luxo e a alegria de viver representativa do espírito Carolina Herrera. Não consigo pensar numa melhor forma para expressar estes valores sem ser no contexto do rubi, uma das pedras preciosas favoritas da minha família. Os rubis são símbolos poderosos e delicados, evocam uma feminilidade forte, que tanto defendemos em Carolina Herrera. E a sua cor, o vermelho, é o nosso tom emblemático. As pedras preciosas sempre me fascinaram: são únicas, não há duas iguais. A sua beleza e escassez tornam-nas peças exclusivas, com uma atração e um magnetismo inigualáveis.

As jóias têm sido sempre fundamentais no universo Carolina Herrera: o estilo vai para além da roupa e uma pedra preciosa permite-nos expressar a nossa personalidade. Normalmente, passam das mães para as filhas e esta ideia de uma herança familiar sempre foi algo que quis imortalizar num perfume. Os rubis são também misteriosos, poderosos… E uma pedra com muita resistência.

O tom vermelho do rubi – a cor emblemática da Casa Herrera – foi então essa uma das razões para a escolha desta pedra como inspiração para Sandal Ruby?

Sim, foi decisivo. A minha mãe adora vermelho, pela sua energia e elegância. E por isso decidiu convertê-lo na cor icónica da marca. Já estava presente na primeira coleção que apresentou em 1981, no Metropolitan Club de Nova Iorque e essa coleção continua a ser a favorita da minha mãe. O vermelho é divertido, ousado e carismático, tal como a minha mãe! Na minha opinião, as peças de cor vermelha dão força e favorecem. São atrevidas e revelam feminilidade e sensualidade, típicas de Carolina Herrera. Para além disso, são fáceis de combinar, funcionam de dia e noite e marcam um estilo. Para mim também relembram a serigrafia que Andy Warhol fez da minha mãe, para a qual posou com um batom vermelho brilhante.

Como disse, cada rubi é único. De que forma é que Sandal Ruby é uma ode à excecionalidade?

Por diferentes razões. Para começar, Sandal Ruby pertence a Confidential, uma coleção caracterizada pelo gosto pelo detalhe e pelo luxo. Em Sandal Ruby, assim como em todos os outros perfumes da coleção, a matéria-prima é exclusiva. A canela, por exemplo, é oriunda do Ceilão. Faz-me lembrar os tecidos nobres e maravilhosos usados nos materiais Carolina Herrera, que conseguem deixar para trás uma marca sofisticada. O mesmo acontece com as madeiras: as essências do cedro das Montanhas do Atlas em Marrocos e o Sândalo são sublimes. Ganham vida e permitem um espetáculo único para os sentidos quando combinados com a baunilha. Outro ingrediente é uma variação muito especial de patchouli, um ingrediente que me tem cativado nos últimos anos, é muito especial.

Finalmente, Sandal Ruby, como um dos perfumes Confidential, baseia-se na riqueza de nuances e na qualidade da Perfumaria Oriental: um bom perfume nunca tem o mesmo aroma e irá reagir de forma diferente dependendo da pele, exaltando cada personalidade. Daí a sua excecionalidade.

Os perfumes como um toque final, a cereja no topo do bolo. Pode falar-nos um pouco sobre esta sua filosofia?

Os perfumes são para mim um acessório invisível: vestem-nos em silêncio, sussurrando glamour e individualidade. São enigmáticos e extremamente elegantes.

O componente chave deste aroma amadeirado é a Madeira de Sândalo. Porque escolheram este tipo de madeira?

A madeira de sândalo é uma nota clássica com um aroma intenso e opulento, mas com um toque cremoso. Expressa muito bem o contraste dos rubis: um símbolo delicado, relacionado com o amor mas também uma das pedras mais resistentes, das mais duras do planeta. Trata-se de um ingrediente muito caro que é extraído da árvore Santalum. A sua permanência na pele é muito forte. Em forma de essência, é evocador e sensual…

Encontramos a tuberosa, uma das flores mais emblemáticas de Carolina Herrera, tanto na moda, como nos perfumes. Porque decidiu adicioná-la em forma de pétalas?

O efeito é moderno e impactante. A ideia de Confidential é trabalhar a qualidade da experiência e a modernidade. A tuberosa relembra a minha infância porque a minha mãe costumava misturar o seu óleo com jasmim para preparar o seu próprio perfume. Confidential baseia-se nesse ritual: é um tributo de filha para mãe que reinventa os ingredientes desde o artesanato à emoção.

Carolina Herrera gosta dos opostos: o branco e o preto, o clássico e o moderno. Como se expressam os contrastes em Sandal Ruby?

Os rubis emocionam-me pelo seu simbolismo: são uma alegoria de paixão e amor mas também de força. A nova fórmula evoca este mesmo contraste: equilibra o poder do sândalo e do cedro com a cremosidade de um acorde de leite; a alegria das especiarias (Pimenta Preta, Essências de Canela, Cominho e Cardamomo) à luminosidade das Flores Brancas (Tuberosa e Gerânio).

O frasco de Sandal Ruby tem uma particularidade: está revestido de vermelho desde o interior. Poderia falar-nos do seu processo de fabricação?

Claro! A ideia era fazer com que brilhasse a partir do seu interior, como um rubi… Queria também desenhar um paralelismo com o conceito de estilo: na minha opinião, o estilo vai para além das roupas; é uma atitude que vem do interior. A elaboração do frasco foi complicada. A pintura vermelha tinha de ser aplicada no seu interior de forma extremamente delicada e minuciosa; o resultado é muito artesanal e maravilhoso.

Muitas culturas usam pedras preciosas como amuletos, Sandal Ruby é um talismã?

Alguns perfumes têm a capacidade de nos acompanhar e ajudar a sermos a nossa melhor versão. Os perfumes comportam-se também como as pedras: podem animar, acalmar, proporcionar segurança, reconfortar, reafirmar… A combinação de madeiras, especiarias e flores é muito poderosa. Sandal Ruby é um segredo maravilhoso que nos acompanha desde o interior.

Confidential é construído em redor da ideia de personalização. Podia falar-nos um pouco sobre esse ritual?

No universo de Carolina Herrera foi sempre importante o selo pessoal, a personalidade e individualidade: o estilo de vida vai para além da roupa, envolve também atitude e os nossos gostos em literatura, teatro, arte, pintura... As tendências não são o mais importante. Esta filosofia tem sido aplicada na perfumaria desde o lançamento da primeira fragrância em 1988. Todos os detalhes em Cofidential têm raízes nesta visão sobre a moda. Esta coleção tem cativado o público graças à sua abordagem autêntica e pura na perfumaria, a combinação de diferentes óleos, Eaux de Toilettes e Eaux de Parfums, com o objetivo de criar um aroma único. É uma homenagem às nossas raízes: quando a minha mãe se estreou no Metropolitan Club em 1981, muitos associaram o seu aroma – uma mistura de óleos de Jasmim e Tuberosa – a uma combinação muito pessoal e genuína. Hoje queremos continuar a aprofundar esta exclusividade. Os perfumes de Carolina Herrera são emoção, autenticidade, beleza e alegría de vivir. Não há nada mais emotivo, puro, bonito e alegre do que criar o seu próprio perfume com fórmulas baseadas em ingredientes opulentos e na riqueza de nuances do Médio Oriente.

Sandal Ruby da colecção Herrera Confidential (100ml, €238,10) vende-se em exclusivo no El Corte Inglés de Lisboa e nesta fase, está disponível apenas online

Tags: herrera confidential perfume sandal ruby carolina herrera de baéz
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!