Notícias

Esta é a primeira fragrância da dupla de designers Proenza Schouler

Arizona possui, pela primeira vez na perfumaria, o aroma da flor branca do cato. Como fazem na moda, o resultado é surpreendente.
Por Aline Fernandez, 15.06.2018

A aclamada dupla de designers Jack McCollough e Lazaro Hernandez, da Proenza Schouler, lançou a sua primeira fragrância. Arizona foi inspirada nas dunas do deserto do estado com o mesmo nome nos Estados Unidos. "A história tem lugar no Oeste Americano, mas na verdade poderia decorrer em qualquer lugar. O importante é os sentimentos e emoções evocados pela viagem", declararam Jack e Lazaro.

Arizona é, para a dupla, mais do que um lugar no mapa ou um nome próprio feminino. Representa antes um estado de espírito, no qual a proposta é desconectar-se para se reconectar, prática de vida que os designers aplicam muito bem. De forma a encontrar inspiração para criar as suas coleções de moda, Jack e Lazaro evadem-se da sua paisagem quotidiana na agitada Nova Iorque e isolam-se na natureza. "Reaproximarmo-nos das coisas que realmente importam parece ser algo tão extremamente pessoal como universal. No mundo de hoje, esta sensação de nos querermos aproximar de algo mais real parece-nos o mais certo. A sensação do ar livre, da natureza inexplorada, de uma espécie de energia universal", explicam.

Foi com esse espírito de aventura, liberdade e conexão com a natureza que nasceu a ideia da fragrância.

Flor branca de cato pela primeira vez na perfumaria

A inovação tão comum às roupas da Proenza Schouler transcendeu à perfumaria. Para criar o aroma floral do perfume, a marca propôs usar a flor branca do Cato Tocha, que desabrocha apenas uma vez ao ano de noite – e não são todos os anos. Por ser tão rara, a flor do deserto nunca havia sido usada antes numa fragrância, mas as novas engenharias do século XXI permitiram explorar tal cheiro. A tecnologia Living consegue capturar o aroma da flor sem prejudicar a natureza e permite reproduzi-la em laboratório com toda a sua pureza. Arizona torna-se assim um aroma floral com uma assinatura natural única.

No coração da fragrância há um segundo acorde, de cremoso de lírio, o elemento mais caro da perfumaria, com uma herança que remonta ao século XVI a.C. As duas notas foram ainda combinadas com absoluto de jasmim e absoluto de flor de laranjeira, uma mistura que cria, em Arizona, um coração floral luminoso. Ao ser adicionado a almíscares e madeira de caxemira, o perfume confere uma sensualidade e textura cremosa e amadeirada.

A fusão de dois perfumistas ilustres

Por detrás de tamanha façanha e inovação estavam Carlos Benaim e Loc Dong. Benaim possui quatro dácadas de trabalho na indústria da perfumaria e é mestre perfumista da multinacional americana IFF (International Flavors & Fragrances), uma das principais do ramo no mundo. Já Dong, é um inovador que não se cansa de experimentar e ir além das fronteiras da tecnologia. Foi o primeiro perfumista americano de origem asiática e as técnicas tradicionais de colheita e seleção de plantas, que recorrem ao olfato, servem ainda hoje de referência para a criação dos seus perfumes. Através da fusão do tradicional savoir-faire de fragrâncias com tecnologias inovadoras, Arizona reflete toda a energia e harmonia na combinação de notas criadas pela natureza e pelo homem, numa união exata.

Cada frasco do perfume é único e "perfeitamente inacabado"

Inspirado nas ravinas e cumes que definem o horizonte do deserto de Sonora, no Arizona, cada frasco do perfume é uma pequena obra de arte. As formas assimétricas e orgânicas prestam homenagem a essa fascinante topografia, que foi esculpida pela natureza durante milhões de anos.

Desenhado em colaboração com o diretor criativo Mallin Ericson, o frasco também possui uma revolucionária engenharia por detrás. Desafiando as leis de formação de vidro oco, a patenteada Verescense Sculpt’in recorre a uma tecnologia de ponta para esculpir o vidro do frasco da mesma forma que se esculpe granito ou mármore. O resultado final apresenta ângulos facetados de pedras, em vez da forma insuflada do vidro. Esta técnica permite uma assimetria disruptiva e formas orgânicas, como se criadas pela natureza, tornando cada frasco único, como um amuleto de cristal. Juntamente com as formas tácteis e naturalísticas do frasco de vidro talhado, a tampa é afiada, conferindo um toque moderno e industrial ao perfume.

A nova fragrância é fruto de uma colaboração de três anos com a L’Oréal Luxe. Proenza Schouler une-se assim ao grupo de marcas de perfume de luxo, como Giorgio Armani e Yves Saint Laurent. Arizona já está à venda em Portugal, exclusivamente na Perfumes & Companhia. O aroma também deu origem a um óleo seco para corpo e cabelo e um gel de banho.

Arizona, eau de parfum, 30 ml, €59 | 50 ml, €85 | 90 ml, €109, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, óleo seco para corpo e cabelo, 100 ml, €34,45, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, gel de banho, 200 ml, €39, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, eau de parfum, 30 ml, €59 | 50 ml, €85 | 90 ml, €109, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, óleo seco para corpo e cabelo, 100 ml, €34,45, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, gel de banho, 200 ml, €39, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Arizona, eau de parfum, 30 ml, €59 | 50 ml, €85 | 90 ml, €109, Proenza Schouler, na Perfumes & Companhia
Esta é a primeira fragrância da dupla de designers Proenza Schouler

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!