Maquilhagem

Estão a chegar 24 batons da nova linha de maquilhagem da Hermès

A embalagem é recarregável e a fórmula possui um aroma exclusivo, criado pela perfumista da marca.
Por Aline Fernandez, 06.02.2020

Reconhecida por peças tão icónicas como os lenços em seda, as lendárias carteiras Birkin e Kelly e os lindos objetos em pele que saem do ateliê Petit h, finalmente chegou a hora de termos a primeira linha de maquilhagem da Hermès. Já aguardávamos ansiosamente pelos produtos da gama desde que, em março de 2019, a maison de luxo francesa anunciou que iria aventurar-se na maquilhagem e cuidados de pele.

Foi lançada esta quarta-feira a noite, em Paris, numa apresentação com Pierre-Alexis Dumas, diretor artístico da Hermès, que mostrou os primeiros produtos de maquilhagem da marca. Os batons Rouge Hermès têm 24 cores, 14 com acabamento acetinado, 10 em textura mate e também há um bálsamo labial – Poppy – com textura brilhante e transparente, para iluminar os lábios. Para além dos batons foi apresentado um lápis labial universal (transparente) e um pincel labial, para garantir uma aplicação mais precisa nos lábios.

Desde que foi fundada em 1837 por Thierry Hermès – na época como fabricante de selas para cavalos e, ao longo do tempo, como empresa de confeção de diversos produtos de luxo – uma das marcas mais valiosas do mundo ainda não contava com uma linha própria de maquilhagem. Em quase 183 anos – e depois de terem criado os premiados perfumes em 1930 e a linha de produtos para banho em 2014 – finalmente chegou a vez de termos em mãos uma makeup com o selo Hermès.

Contudo não podemos dizer exatamente que estes são os primeiros batons da marca. Na década de 1950, a maison vendia um batom numa embalagem feita em prata com detalhes em ouro e um espelho acoplado. Mas na verdade o suporte era confecionado pela Hermès e o batom em si não.

Desta vez, além da embalagem divertida pensada em blocos de cores, o packaging é eco-friendly – criado com metal permabrass, material que pode ser encontrado no fecho de algumas das carteiras –, e recarregável, ou seja bonita e sustentável. O batom promete uma fórmula leve, confortável aos lábios, com cobertura aveludada. Foi criado pelo laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Beleza da Hermès em Vaudreuil, na região da Normandia, em França, e contém ingredientes como extratos de amoreira branca e cera de abelha, que garantem um bloqueio da humidade na boca ao mesmo tempo que hidratam. E, como não poderia faltar, o toque extra-sensorial do Rouge Hermès é o aroma exclusivo composto por notas como sândalo e arnica, criado por Christine Nagel, o nariz por trás das fragrâncias da maison.

Ver esta publicação no Instagram

Muero de emoción #BeautyAddicts hace mucho no esperaba tanto un lanzamiento. Los Rouge Hermès vienen en 24 tonos: 14 satinados, 10 mate. Dos bálsamos: uno transparente y otro con brillo, una brocha y un delineador universal. Los empaques por @pierrehardy son sustentables porque puedes reutilizarlos y ponerle una una bala de lipstick cuando se terminen. Llegan el 4 de marzo a México únicamente Palacio de Hierro Moliere, por el momento, y tendrán un costo de $1,190 y el repuesto de $710. Son espectaculares, joyas que de verdad quieres tener en tu colección. Los empaques de colores son ediciones limitadas y los otros de línea. ¿Quieren que hagamos quick tutorial con ellos? Además nos dejaron una pista... comenzaron con makeup pero se viene también línea de skincare #kemosion #labeautehermes #hermesbeauty // #theurbanbeauty #beautyblogger #makeup #lipsticks #hermeslipstick #luxurymakeup #hermes

Uma publicação partilhada por PAU FLORENCIA • Beauty Blogger (@theurbanbeauty) a

Para a escolha dos tons, o diretor criativo da Hermès Beauté Jérôme Touron encontrou inspiração no próprio arquivo da marca, em Lyon, onde navegou por mais de 900 peles em cor e 75000 amostras de cores de sedas. Essas primeiras 24 cores variam dos tons terra e rosas aos mais característicos da Hermès, como o laranja e o vermelho – há um tom chamado Rouge Casaque, que se assemelha ao acabamento em pele da icónica carteira Kelly. O modelo foi criado na década de 1930 e originalmente chamava-se "carteira alta com uma alça", pensada para a mulher moderna do pós-guerra, que estava a entrar no mercado de trabalho, viajava sozinha e precisava de um acessório para acompanhar esta nova independência e estilo de vida. Depois da princesa do Mónaco Grace Kelly ser fotografada com ela, em 1956, as clientes passaram a perguntar nas lojas pela "Kelly bag". A Hermès pediu permissão e renomeou a carteira.

A coleção de maquilhagem será lançada em março, ainda sem confirmação de data certa em Portugal.

Tags: hermès maquilhagem batom rouge hermès beleza
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!