Beleza

Os dez malditos: ingredientes que deve evitar na sua rotina de beleza

Um bom creme não se distingue pela embalagem, aroma ou marca, mas sim pela lista de ingredientes. Aprender a distingui-los é o primeiro passo para resguardar a sua saúde.

14 de outubro de 2020 | Vitória Amaral

Em 2015, um estudo do grupo ativista norte-americano Environmental Working Group mostrou que as mulheres colocam à volta de 168 produtos químicos na pele todos os dias, desde o gel de banho ao champô e creme corporal até à maquilhagem e cuidados de rosto.

No entanto, a palavra "químico" não é necessariamente sinónimo de mau, como nem todos os ingredientes naturais têm o efeito prometido. Entre os ingredientes químicos mais apreciados da cosmética estão por exemplo o ácido hialurónico, vitamina C, colagénio ou retinol. Embora a União Europeia tente proteger a saúde do consumidor ao impedir o uso de quaisquer substâncias classificadas como cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas na indústria cosmética, algumas destas podem ainda estar presentes no nosso quotidiano, apenas em quantidades reduzidas.

Assim, reunimos os 10 principais ingredientes químicos que até agora são considerados especialmente nocivos para a saúde e que deve evitar a todo o custo.

1. Parabenos

Os parabenos são conservantes que podemos encontrar em quase tudo, do sabonete à maquilhagem. Se um produto contém água, muito provavelmente tem um parabeno que evita o crescimento de bactérias. Qualquer componente que acabe em "parabeno" deve ser evitado, já que os parabenos são desreguladores endócrinos, ou seja, imitam o estrogénio no corpo, o que pode causar ou acentuar desequilíbrios hormonais. Um estudo realizado em 2012 pelo Hospital Universitário de South Manchester encontrou concentrações de parabenos, especificamente de metilparabeno, em 99% de 40 tumores cancerígenos da mama analisados para o efeito.

Se um produto contém água, muito provavelmente tem um parabeno que evita o crescimento de bactérias.
Se um produto contém água, muito provavelmente tem um parabeno que evita o crescimento de bactérias.






2. Perfume

Quase todos os produtos cosméticos convencionais (mesmo os que alegam não ter perfume) contém fragrâncias artificiais. Os fabricantes não são obrigados a revelar o que realmente está nas suas fragrâncias, deixando espaço para o que pode ser uma mistura de alergénicos, irritantes ou carcinogénicos.

Quase todos os produtos cosméticos convencionais contém fragrâncias artificiais.
Quase todos os produtos cosméticos convencionais contém fragrâncias artificiais.





3. Sulfato de sódio

Os chamados SLS ou SLES são agentes espumantes usados em diversos produtos de cuidados pessoais, incluindo cuidados com a pele e cosméticos, champôs e dentífricos. São tensioativos que tendem a causar irritação na pele ou a desencadear alergias. Além disso, compostos químicos conhecidos como "nitrosaminas" são compostos comuns no processo de sulfatação, acreditando-se que 90% das nitrosaminas sejam cancerígenas.

4. Tolueno

O tolueno é um produto químico geralmente encontrado em verniz das unhas, tintas capilares ou até combustíveis. Originário do petróleo, é um petroquímico solvente que pode ser altamente tóxico para o sistema nervoso e imunitário. Se está grávida, é recomendável ter especial atenção e evitar vernizes que contenham tolueno.

O tolueno é um produto químico geralmente encontrado no verniz das unhas.
O tolueno é um produto químico geralmente encontrado no verniz das unhas.





5. Ftalato

O ftalato é um ingrediente geralmente adicionado ao plástico para torná-lo menos quebradiço. Usados em cosméticos, é comum encontrar ftalatos em fragrâncias ou em produtos como a laca e os vernizes. Tal como os parabenos, os ftalatos são perturbadores endócrinos, podendo causar problemas hormonais e até reprodutivos.

6. Polietilenoglicol

Também conhecido como PEG, é utilizado em vários tipos de cosméticos como espessante, especialmente em cremes, champôs e protetores solares. Geralmente, o polietilenoglicol está contaminado com óxido de etileno que, apesar de utilizado anteriormente como um esterilizante para materiais médicos, é um ingrediente carcinogénico.

Também conhecido como PEG, é utilizado em vários tipos de cosméticos como espessante, especialmente em cremes, champôs e protetores solares.
Também conhecido como PEG, é utilizado em vários tipos de cosméticos como espessante, especialmente em cremes, champôs e protetores solares. Foto: Unsplash






7. Formaldeído

Este composto volátil costuma ser utilizado como um conservante na cosmética e muito frequentemente em alisamentos permanentes. Embora não seja proibido, elevadas concentrações do mesmo são consideradas um risco para a saúde, estando mesmo relacionado com problemas respiratórios e neurológicos.

8. Oxibenzona

Os protetores solares necessitam de um filtro químico ou mineral, sendo que muitos dos que existem no mercado optam pelo químico, como é o caso da oxibenzona. Conhecida também por ser um agente perturbador endócrino, está diretamente ligado a alergias cutâneas, podendo até alterar a função da tiroide a longo prazo. Além dos protetores solares, a oxibenzona pode ser também encontrada em hidratantes, bálsamo labial e maquilhagem.

9. Triclosan

Sendo um antisséptico poderoso, a legislação europeia permite a concentração de até 0,3% de triclosan em diversos produtos de uso pessoal desde os desodorizantes, sabonetes, pós e cremes faciais e até dentífricos, pela sua eficácia na prevenção de gengivites periodontites. No entanto, é um componente tóxico e prejudicial à pele, olhos e mucosas que têm vindo a ser ligado à gastroenterite, síndrome de choque tóxico, pneumonia e infeções de pele.

10. Óleo mineral

O ponto negativo desse ingrediente é a sua origem, o petróleo, que é natural, mas não renovável.

Se um produto contém água, muito provavelmente tem um parabeno que evita o crescimento de bactérias.
1 de 4 Se um produto contém água, muito provavelmente tem um parabeno que evita o crescimento de bactérias.
Quase todos os produtos cosméticos convencionais contém fragrâncias artificiais.
2 de 4 Quase todos os produtos cosméticos convencionais contém fragrâncias artificiais.
O tolueno é um produto químico geralmente encontrado no verniz das unhas.
3 de 4 O tolueno é um produto químico geralmente encontrado no verniz das unhas.
Também conhecido como PEG, é utilizado em vários tipos de cosméticos como espessante, especialmente em cremes, champôs e protetores solares.
Foto: Unsplash
4 de 4 Também conhecido como PEG, é utilizado em vários tipos de cosméticos como espessante, especialmente em cremes, champôs e protetores solares.
Saiba mais Ingredientes, cosmética, beleza, maquilhagem, perfumes, champôs, rosto, corpo, cabelos, químicos
Relacionadas

10 produtos solares amigos do ambiente

Conheça os produtos com texturas responsáveis, fórmulas biodegradáveis, embalagens recicláveis e eficácia associada a programas de protecção ambiental.

15 mitos de beleza desmistificados

Se cortar o cabelo na lua cheia este cresce mais depressa? Será (mesmo) indiferente dormir com a maquilhagem? Jogámos ao verdadeiro ou falso e, com a ajuda de profissionais, desvendámos alguns mitos.

Mais Lidas