Atual

Sabia que o diagnóstico precoce do cancro pode salvar vidas?

Por ocasião do Dia Mundial da Saúde, relembramos a importância do diagnóstico precoce em doenças oncológicas.

07 de abril de 2018 | Pureza Fleming e Andreia Rodrigues

O corpo é a nossa máquina, aquela que nos permite diariamente fazer tudo e chegar a todo o lado. E uma boa saúde é, mesmo, o melhor que se tem, embora não agradeçamos por isso todos os dias. Geralmente só damos valor às coisas quando ficamos sem elas, e o mesmo se aplica à saúde.

Umas das mais temidas e faladas doenças é o cancro. Este afeta cada vez mais pessoas, mata milhares todos os anos no país, e não escolhe idades, pelo que atenção redobrada é fundamental. E não precisa de esperar pelos sintomas para ir fazer exames, pois a doença oncológica é silenciosa. Os cancros da mama, pele, cólon e colo do útero, por exemplo, são fáceis de detetar precocemente.

Para conseguir dar diagnósticos cada vez mais precisos, de forma a tratar a doença da melhor forma, é necessário "conhecer o seu nome e também os seus apelidos", explica Adriana Terrádez, formada em biotecnologia médica e diretora da OncoDNA, em Espanha e Portugal, pois "dois casos do mesmo tipo de cancro são geralmente diferentes uns dos outros, e não respondem da mesma maneira ao tratamento". É para que se saibam todos os detalhes que existe a Oncologia de Precisão, através da qual os médicos conseguem perceber que alterações genéticas desencadearam a doença e, por conseguinte, escolhem o tratamento mais eficaz e que gera menos efeitos secundários para o doente.
A especialista sublinha que há ainda um longo caminho a percorrer.

Em todo o caso, a prevenção através de exames de rotinas é fundamental e deve ser lembrada todos os dias e não apenas no Dia Mundial da Saúde.

Saiba mais Adriana Terrádez, Dia Mundial da Saúde, OncoDNA, Oncologia de Precisão, Cancro, Saúde, Comportamento
Relacionadas
Mais Lidas