Atual

Há uma explicação lógica para sentir que acorda sempre exausta

Se sente uma fadiga constante, mesmo após dormir um bom número de horas, e tem dificuldade em acordar e por o raciocínio em prática, a culpa pode ser, entre outras coisas, da pandemia.

Foto: RF._.studio / Pexels
10 de março de 2021 | Rita Silva Avelar
Sabemos que nem toda a gente acorda com a energia nos "picos", esteja-se ou não a viver uma pandemia. Mas ao longo dos meses, foram raras as vezes em que não ouvimos amigos ou familiares queixarem-se de pelo menos um sintoma comum, e frequente: dificuldade em repousar durante a noite, acordando com uma sensação de cansaço permanente mesmo após uma boa noite de sono, mesmo que se durmam entre 8 a 9 horas. Há quem descreva a sensação como a de uma "ressaca diária". 

Segundo a Madame Figaro, a primeira "culpada" por esta onda de letargia que está a afetar-nos a todos é a época do ano. Ou seja, sabemos que o inverno tem impacto no humor e no corpo devido à diminuição da luz natural. Quem se levanta cedo, sabe que ao sair de casa pela manhã, está escuro, e quando regressa, também está escuro, e sabemos que a luz exterior regula o nosso relógio biológico.

Quando a luz diminui ou quando não estamos expostos a uma quantidade de luz suficiente, o nosso relógio biológico é afetado. "Sem falar necessariamente de depressão sazonal, sabemos que para a maioria da população, a falta de luz é acompanhada pela sensação de diminuição de aptidão física e uma maior propensão para dormir", explica Philippe Beaulieu, especialista do sono e terapeuta cognitivo-comportamental, à revista francesa. A baixa luminosidade também reduz a produção da melatonina (a hormona do sono) durante o dia.

Além disso, estes meses de pandemia atuam sobre o nosso ritmo biológico, de forma negativa. O resultado? O sono e a sua qualidade são alterados. Estarmos em casa, em isolamento, também contribui para a redução da produção de melatonina, pela ausência da Vitamina D.

Leia também
Segundo aquele especialista do sono, a pandemia pode provocar ansiedade e incerteza, tal como o teletrabalho, "que para alguns é libertador mas para outros muito confinante. Para não mencionar que estamos rodeados de incerteza e que o cérebro humano não gosta disto", explica. Finalmente, e sem se aperceberem, algumas pessoas podem também experimentar noites mais agitadas, com sonhos mais opressivos, apreensivos e cansativos, justificados pela tal sensação de ansiedade permanente.
Leia também
Saiba mais Sono, Dormir, Cansaço Permanente, Pandemia, Acordar cansada, Dormir mal, Relógio Biológico, Melatonina, Vitamina D, Dormir
Mais Lidas