Atual

Brenda Hale: o juiz mais importante do Reino Unido poderá ser uma mulher

Seria a primeira vez que uma mulher ocuparia o mais alto cargo da magistratura britânica.

21 de julho de 2017 | Rita Silva Avelar
O Reino Unido está prestes a ver o cargo de maior importância no Supremo Tribunal de Justiça ser ocupado, pela primeira vez, por uma mulher. A provar que as mulheres estão a ganhar terreno em altos cargos no país, Brenda Hale é o nome escolhido para ocupar o mais alto cargo da magistratura britânica. A confirmar-se, o Reino Unido teria três mulheres em três dos principais cargos de liderança nacional: a Rainha Isabel II no Palácio de Buckingham, Theresa May na chefia do governo (a primeira mulher a tornar-se primeira-ministra do Reino Unido desde Margaret Thatcher) e, agora, muito provavelmente Brenda Hale chegará ao topo do Supremo. 
 
Advogada e professora universitária de carreira com especialização em Direito da Família, a britânica prepara-se para fazer história aos 72 anos. Mas a ascensão não aconteceu por acaso. Brenda Hale estudou Direito em Cambridge e formou-se com as melhores notas da turma, em 1966. Em 2004, entrou para o clube restrito dos juízes do Supremo Tribunal de Justiça e foi a primeira mulher e especialista em Direito da Família a fazê-lo. Mais: foi também a primeira mulher (e a mais jovem) a ser convidada para integrar a comissão encarregada das reformas legislativas no Reino Unido.
 
A notícia, que tem sido amplamente divulgada nos media britânicos, foi avançada em primeira mão pelo jornal The Times e está prestes a ser confirmada em Downing Street.
 
 
Saiba mais Brenda Hale, Margaret Thatcher, Direito da Família, Supremo Tribunal de Justiça, Reino Unido, Rainha Isabel II, Supremo, Palácio de Buckingham, Theresa May
Relacionadas

Mulheres continuam a silenciar a violência doméstica

Acaba de ser apresentado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa o primeiro inquérito municipal à violência doméstica e de género. O relatório conclui que dois em cada três atos não são denunciados pelas vítimas.

Mais Lidas
Realeza As amantes da vida de Juan Carlos

Num momento de especulação sobre o seu paradeiro, e após informar a casa real espanhola do seu afastamento, voltam a surgir as histórias da vida de um rei que nunca gostou de ser discreto.