Atualidade

Prémio Pessoa 2017: o arquiteto Manuel Aires Mateus é o vencedor

A 31.ª edição dos prémios decorreu no Palácio de Seteais, em Sintra, e elegeu o arquiteto português Manuel Aires Mateus como o vencedor deste ano.
Por Rita Silva Avelar, 15.12.2017
Todos os anos o Prémio Pessoa atribui uma distinção a uma personalidade portuguesa que tenha tido uma "intervenção particularmente relevante e inovadora na vida artística, literária ou científica", e este ano essa distinção coube ao arquiteto português Manuel Aires Mateus. O Júri do prémio – cuja cerimónia de entrega decorreu hoje, 15 de dezembro, no Palácio de Seteais – foi composto por Francisco Pinto Balsemão (presidente), Emídio Rui Vilar (vice-presidente), Ana Pinho, António Barreto, Clara Ferreira Alves, Diogo Lucena, Eduardo Souto de Moura, José Luís Porfírio, Maria Manuel Mota, Maria de Sousa, Pedro Norton, Rui Magalhães Baião, Rui Vieira Nery e Viriato Soromenho-Marques. 
Manuel Aires Mateus nasceu em Lisboa em 1963, licenciou-se na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, em 1986, e trabalhou com o arquiteto Gonçalo Byrne de 1983 a 1988. Deu aulas na Graduate School of Design de Harvard. Hoje, além de dirigir o seu próprio atelier Aires Mateus, também leciona na Accademia di Architettura de Mendrisio, na Suíça.
 
O vencedor da edição passada foi o tradutor, ficcionista, ensaísta e poeta Frederico Lourenço, responsável pela tradução a solo da Bíblia, a partir do grego antigo.
 
O Prémio Pessoa 2017 é uma iniciativa do jornal Expresso, com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos, que já vai na 31.ª edição e tem um valor monetário de 60 mil euros.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!