Atualidade

Prémio Nobel da Medicina vai para descoberta sobre mecanismos do relógio biológico

Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young são os três cientistas americanos responsáveis pela descoberta dos mecanismos moleculares do ritmo circadiano. Foram anunciados vencedores esta manhã, pelo comité Nobel.
Por Marta Carvalho, 02.10.2017
É agora possível explicar como as plantas, os animais e os seres humanos sincronizam o seu ritmo biológico com o movimento da Terra. Os responsáveis pela descoberta, três cientistas americanos que acabam de ser premiados com o prémio Nobel da Medicina de 2017, foram capazes de "espreitar para dentro do nosso relógio biológico e esclarecer o seu funcionamento interno", explicou o secretário do comité no discurso que deu acerca da importância do trabalho dos vencedores.

Usando moscas da fruta como modelo, Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young foram capazes de isolar um gene que controla o ritmo biológico diário normal. "Mostraram que esse gene codifica uma proteína que se acumula nas células durante a noite e, em seguida, é degradada durante o dia", explicou ainda o secretário do comité Nobel. Os cientistas foram também capazes de identificar outras proteínas que atuam na maquinaria que faz o nosso relógio funcionar, informa o jornal Público.

Esta descoberta vem responder a muitas perguntas que tinham sido feitas em relação ao relógio interno dos seres vivos. Sabe-se agora que adapta com uma precisão impressionante a nossa fisiologia às diferentes partes do dia. "O relógio regula funções críticas como comportamento, níveis hormonais, sono, temperatura corporal e metabolismo. O nosso bem-estar é afetado quando existe um desajuste entre o ambiente externo e este relógio biológico interno (o que acontece, por exemplo, quando viajamos em vários fusos horários e sofremos de jet lag)." Há ainda indícios de que problemas nesta sincronização do relógio interno com o ambiente e estilo de vida possam estar associados com o aumento do risco de várias doenças.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!