Atualidade

Novos casos de VIH descem em Portugal, mas idade média do diagnóstico aumenta

Hoje assinala-se o Dia Mundial da Luta Contra a Sida.
Por Ângela Mata, 01.12.2017

Em 2016, Portugal registou 1.030 novos casos de VIH, confirmando uma tendência de descida de 13,6% face a 2015 e de 35% face a 2013. O maior número de infeções tem origem em contactos heterossexuais, seguindo-se o sexo entre homens e o uso de drogas injectáveis.

Segundo o relatório do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa, Portugal registou até hoje 56.001 diagnósticos de infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), dos quais 1.030 em 2016.

O mesmo documento conclui que os valores mais recentes atribuem a Portugal uma taxa de 10 novos casos de VIH por 100 mil habitantes. O relatório atribui ainda mais novos casos a homens (734) do que a mulheres (296).

Além disso, sabe-se que a idade média à altura do diagnóstico aumentou dos 35 anos, em 2007, para os 37 anos, em 2016. Enquanto em 2007 as pessoas com 50 ou mais anos de idade foram responsáveis por 13% dos novos casos, em 2016 o peso dos quinquagenários aumentou para os 19%.

Os autores do documento referem também que uma em cada duas pessoas que vivem com o VIH na Europa diagnosticou a doença tarde.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!