Família

Nações Unidas e União Europeia aliam-se para eliminar a violência contra as mulheres

A iniciativa promete salvaguardar os direitos e valores fundamentais como a dignidade, o acesso à justiça e a igualdade de género.
Por Rita Silva Avelar, 22.09.2017
Com o objetivo de acabar com todas as formas de violência contra as mulheres e raparigas, a Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, a União Europeia e as Nações Unidas lançaram a Spotlight Initiative, um projeto que teve um investimento total de 500 milhões de euros.
 
"Esta é a dura, mas verdadeira realidade – uma em cada três mulheres será vítima de violência ao longo da sua vida. A violência contra as mulheres destrói vidas e causa um grande sofrimento a todas as gerações. Esta campanha é verdadeiramente histórica", sublinha António Guterres, Secretário-Geral da ONU durante o evento de lançamento. Em linha com os princípios da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a Spotlight Initiative vai dar especial atenção às mulheres e raparigas marginalizadas. Adicionalmente, terá como grande objetivo alcançar compromissos políticos ao mais alto nível, dar apoio e estabelecer novas parcerias. Irá ainda contribuir para informar a sociedade civil sobre o enorme impacto da violência na vida das mulheres.
 
Federica Mogherini, a Alta Representante da União Europeia para Política Externa e Segurança e Vice-Presidente da Comissão Europeia, sublinhou que "a União Europeia está comprometida em combater todas as formas de violência contra as mulheres e raparigas, uma vez que fere direitos e valores fundamentais como a dignidade, o acesso à justiça e a igualdade de género. Em primeiro lugar, temos de garantir a segurança das mulheres e raparigas para que possamos trabalhar na sua capacitação."
 
Assim, ao longo dos próximos anos serão implementados programas para eliminar qualquer forma de violência contra as mulheres e raparigas, tal como violência sexual ou de género, tráfico e exploração laboral e violência doméstica. As principais áreas de intervenção incluem o reforço das molduras legislativas e penais, das políticas e das instituições, de medidas preventivas, do acesso a serviços e a melhoria na recolha de dados relativos a África, Ásia, Região do Pacífico e das Caraíbas.
 
Além de Federica Mogherini e António Guterres, também o Comissário Europeu para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento, Neven Mimica, e a Subsecretária-Geral da ONU, Amina Mohammed, uniram esforços nesta iniciativa.
 
Mais sobre a iniciativa em www.un.org/spotlight-initiative e através da hashtag #SpotlightEndViolence.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!