Atualidade

Mulheres são autorizadas a conduzir na Arábia Saudita

A nova medida acompanha a intenção reformista de abrir o mercado de trabalho às mulheres. E António Guterres já elogiou a decisão.
Por Marta Carvalho, 27.09.2017
Esta terça-feira, a Arábia Saudita anunciou que as mulheres do país serão autorizadas a ter carta de condução. A medida põe agora fim à regra polémica que, durante décadas, prendeu e multou mulheres que foram apanhadas ao volante. A Arábia Saudita era o único país no mundo onde as mulheres estavam proibidas de conduzir.

Com esta mudança, o reino saudita espera consequências consideráveis – além do aumento da afluência às estradas, que acontecerá à medida que mais e mais mulheres consigam a carta de condução, espera-se alguma resistência por parte dos condutores masculinos, uma vez que a visão de uma mulher ao volante continua a ser considerada inapropriada.

A nova medida entrará em vigor em junho do próximo ano, visto que será necessário criar as infraestruturas adequadas para ensinar mulheres a conduzir e dar formação às autoridades sauditas para que aprendam a interagir com condutoras do sexo feminino. A decisão surge como sequência das intenções reformistas do herdeiro do trono saudita, o príncipe Mohamed bin Salman.

Uma vez que a descida nos preços do petróleo prejudicou a economia e fez subir o desemprego, a Arábia Saudita espera que esta medida melhore a sua reputação internacional e coloque mais pessoas no mercado de trabalho. António Guterres, Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas, comentou no twitter: "Congratulo-me com a decisão da Arábia Saudita de levantar a proibição de as mulheres conduzirem. É um passo importante na direção certa."
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!