Atualidade

Ministra da Administração Interna pede demissão

O pedido de demissão surge horas depois do discurso do Presidente da República.
Por Marta Carvalho, 18.10.2017
Constança Urbano de Sousa apresentou a demissão a António Costa, segundo indica um comunicado oficial do gabinete do primeiro-ministro. A ministra escreveu uma carta onde diz ter pedido ao primeiro-ministro, já depois dos incêndios de Pedrógão Grande, que a libertasse das funções de Ministra da Administração Interna. "Logo a seguir à tragédia de Pedrógão pedi, insistentemente, que me libertasse das minhas funções e dei-lhe tempo para encontrar quem me substituísse, razão pela qual não pedi, formal e publicamente, a minha demissão. Fi-lo por uma questão de lealdade", pode ler-se na carta.

António Costa terá pedido à ministra para manter as suas funções com o argumento de que "não podemos ir pelo caminho mais fácil, mas sim enfrentar as adversidades", mas depois dos fogos deste fim-de-semana Constança Urbano de Sousa voltou a pedir a António Costa que aceitasse a sua demissão. "Apesar de esta tragédia ser fruto de múltiplos factores, considerei que não tinha condições políticas e pessoais para continuar no exercício deste cargo, muito embora contasse com a sua confiança. Tendo terminado o período crítico desta tragédia e estando já preparadas as propostas de medidas a discutir no Conselho de Ministros Extraordinário de dia 21 de outubro, considerado que estão esgotadas todas as condições para me manter em funções, pelo que lhe apresento, agora formalmente, o meu pedido de demissão, que tem de aceitar, até para preservar a minha dignidade pessoal", acrescentou ainda na carta.

A demissão surgiu horas depois de um discurso do Presidente da República, em que Marcelo Rebelo de Sousa destacou a fragilidade que atinge os poderes políticos e pede que, na abertura de "um novo ciclo", o Governo pondere "o quê, quem, como e quando melhor serve esse ciclo".

António Costa agradeceu publicamente a Constança Urbano de Sousa a "dedicação e empenho com que serviu o País no desempenho das suas funções".
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!