Atualidade

Consumo de álcool (ainda que moderado) pode afetar os filhos

Um estudo recente explica o quão influenciável pode ser, para as crianças e adolescentes, ver os pais beber álcool.
Por Rita Silva Avelar, 23.10.2017

Beber um copo de vinho quando se chega a casa – e expressar a boa qualidade do mesmo – é um comportamento a evitar segundo um estudo publicado recentemente pelo Institute of Alcohol Studies de Inglaterra (IAS). Um simples comentário positivo em frente a crianças e adolescentes pode, segundo este estudo, encorajá-los a beber num futuro próximo. Focado nos consumos sem dependência, este estudo analisou as respostas de 997 pais e os seus filhos, em Inglaterra. Ao todo foram realizados inquéritos ao público, quatro focus groups e um inquérito online.

Os resultados mostraram que 29% dos pais admitiram já ter estado bêbados em frente aos filhos (e a mesma percentagem considerou não haver problema em beber à frente dos filhos, desde que não seja regular) e 51% admitiram ter estado ‘alegres’. Das crianças integradas no inquérito, 18% já se sentiram envergonhadas devido ao consumo alcoólico dos pais. Citada pelo The Guardian, Katherine Brown, chefe executiva dos IAS, explica que "é preocupante que a maioria dos pais relate ter estado alegre em frente aos filhos. Todos os pais lutam por fazer o melhor para os seus filhos, mas este relatório realça a preocupante lacuna no seu conhecimento". No entanto, o mesmo relatório refere que "os pais muitas vezes tentam evitar que o álcool se torne um tabu, contra o qual as crianças se rebelem, e têm tendência a ver a casa como um ambiente seguro para a aprendizagem de comportamentos adequados".

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!