Cinema&TV

Bonnie & Clyde: a elegância de um clássico 50 anos depois da estreia

Em agosto de 1967, Faye Dunaway e Warren Beatty chegavam ao grande ecrã como os gangsters Bonnie & Clyde numa obra que mudou para sempre a história do cinema.
Por Carlota Morais Pires, 14.08.2017

Em agosto de 1967 Faye Dunaway e Warren Beatty chegavam às salas de cinema como Bonnie & Clyde, numa película dirigida por Arthur Penn (irmão do icónico fotógrafo de Moda Irving Penn) e distribuída pela Warner Bros que foi, inesperadamente, um sucesso nas bilheteiras. No entanto, a crítica não poupou o filme, que considerou "demasiado violento". A Warner Bros. retirou-o dos cinemas em dezembro desse ano, altura em que a revista Time publicou na capa uma colagem cenas do filme com as palavras "sexo, arte e violência", criada por Robert Rauschenberg – isto na mesma altura em que saíam as nomeações para os Óscares da Academia, que distinguiram o filme de Penn com dez. Acabou por só vencer em duas categorias – a de melhor atriz secundária, para Estelle Parsons, e fotografia, para Burnett Guffey.

"Os Óscares são uma forma quase arbitrária de avaliar o mérito. Os atores foram incríveis e modernos para aquele tempo – desde Warren Beatty a Faye Dunaway, Parsons, Gene Hackman, Gene Wilder, Michael J. Pollard, Denver Pyle – e todos os detalhes da produção foram excepcionais, desde a direção artística ao guarda-roupa (daqueles que hoje poderíamos perfeitamente voltar a ter no armário) e efeitos especiais. Tinha merecido pelo menos o Óscar para distinguir os efeitos visuais", escreve agora Louis Menand para a revista The New Yorker.

O filme quis mudar mentalidades e agitar a indústria cinematográfica na altura – e acabou por surgir como um marco na história do cinema clássico de Hollywood. "Está cheio de referências e alusões a outros filmes, sem querer ser artístico como o Breathless, de Jean-Luc Godard, continua Menand. "Era entretenimento, puro entretenimento para adultos. Na altura, Arthur Penn disse que este era um filme que o deixava orgulhoso; que ainda se surpreendia por ter conseguido realizá-lo." Mais importante ainda foi o impacto que teve na sociedade - e nos filmes que se seguiram.  

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!