Atualidade

Autocarros londrinos passam a mover-se a biodiesel com borras de café

O objetivo é rentabilizar os restos de café descartados.
Por Ângela Mata, 20.11.2017

Os icónicos autocarros vermelhos de Londres vão, num futuro próximo, passar a movimentar-se com biocombustível parcialmente produzido com borras de café. De acordo com o jornal britânico The Independent, a ideia partiu da empresa Bio-bean e tem como objetivo fazer rentabilizar os restos de café que são descartados. Está prevista uma média de produção de 6 mil litros por ano de biocombustível.

"O composto tem um alto teor de óleo, cerca de 20% por cada quilo de borras de café. É, por isso, um produto excelente para fazer biodiesel", afirma Arthur Kay, fundador da empresa Bio-bean.

Arthur Kay acrescenta ainda que o Reino Unido produz 500 mil toneladas de borras de café por ano e, por isso, a Bio-bean tem procurado reforçar parcerias com milhares de cafetarias em todo o país para fazer rentabilizar a matéria-prima. Esta é depois convertida em biocombustível na fábrica da empresa na cidade de Cambridgeshire, no sudoeste do país, onde é misturada com diesel comum.

A empresa planeia não só expandir-se por todo o Reino Unido mas também alargar a sua atividade a outros países no continente europeu e nos Estados Unidos. "Estamos especialmente à procura de sítios onde se beba uma grande quantidade de café", remata Arthur Kay.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!