Atualidade

Atrizes reagem contra as novas declarações de Matt Damon sobre assédio sexual

Minnie Driver e Alyssa Milano respondem às declarações do ator e dizem que ninguém tem o direito de dizer às mulheres como elas se devem sentir.
Por Marta Carvalho, 18.12.2017

Depois de Matt Damon ter dito em entrevista que um apalpão e uma violação eram duas coisas erradas, mas com níveis de gravidade diferentes, a atriz Minnie Driver reagiu no Twitter com indignação e declarou que Damon não tem o direito de dizer como é que as mulheres se devem sentir. "Não há nenhuma mulher que eu conheça, eu incluída, que não tenha passado por abusos verbais e epítetos sexuais durante toda a sua vida", escreveu na plataforma. Ao jornal The Guardian, declarou que "os homens muito simplesmente não compreendem o que é sentir assédio diariamente".

Alyssa Milano também respondeu a Matt Damon, afirmando que "é o micro que faz o macro". "Fui uma vítima de todos os tipos de assédio sexual do espectro de que fala. Todos magoaram. E estão todos conectados a um patriarcado ligado a uma misoginia normalizada, aceite – e até bem-vinda", escreveu no Twitter. "Não estamos revoltadas porque alguém nos agarrou o rabo. Estamos revoltadas porque fizeram-nos acreditar que isto é a norma."

Em paralelo, também numa entrevista ao britânico The Guardian, Glenn Close falou da sua relação com Harvey Weinstein, que era amigo da atriz. "Eu conheço o Harvey e ele nunca fez nada disto comigo, mas havia quem dissesse que ele era um porco. Eu não sabia que era assim tão grave, e não sei de ninguém, pessoalmente, que tenha passado por isso. Gosto de acreditar que poderia ter feito alguma coisa em relação a isso", contou ao jornal. Quando ouviu que havia uma guerra contra os homens, Close ficou indignada: "Pensei ‘estão a gozar?’ O que é que acham que aconteceu contra as mulheres nos últimos séculos?"

Salma Hayek é uma das personalidades que mais recentemente falou sobre os assédios de Weinstein. Num artigo para o The New York Times, a protagonista de Frida escreveu sobre as várias propostas sexuais e ameaças que Weinstein lhe fez. Esta será uma entre as várias dezenas de mulheres que nos últimos meses denunciaram o produtor de Hollywood.

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!