Atualidade

As mulheres são mais felizes a partir dos 85 anos

O mesmo estudo conclui que os homens solteiros, viúvos e divorciados são os mais infelizes.
Por Marta Carvalho, 15.12.2017
Um inquérito feito pelo Serviço Nacional de Saúde britânico recolheu respostas a questões sobre autoconfiança, ansiedade e distúrbios de sono feitas a oito mil pessoas. Os resultados do estudo indicam que as mulheres são mais infelizes do que os homens até aos 85 anos de idade, altura em que ficam viúvas.

Embora cada vez mais pessoas admitam que não são felizes em geral, as respostas revelam que a maioria das mulheres fica mais feliz a partir dos 85 anos de idade enquanto os homens são felizes quando são jovens. Segundo o estudo, 28% das mulheres entre os 16 e os 24 anos admitem que se sentem permanentemente infelizes, valor que desce para os 16% entre as mulheres com mais de 65 anos e que volta a descer dois valores a partir dos 85.

Os homens são um caso diferente: 16% dos indivíduos com idades compreendidas entre os 16 e os 24 anos afirmam ser "permanentemente infelizes", mas o valor sobe para 18% no grupo de homens entre os 25 e os 34 anos. Entre os 45 e os 54 anos, elas voltam a ter a percentagem mais alta de infelicidade, valor que descerá a partir dos 65.

Kate Lovett, a bastonária da Ordem dos Psiquiatras inglesa que interpretou os dados, explica que as mulheres ficam mais deprimidas porque continuam a ser mais sobrecarregadas com tarefas familiares e domésticas. As mulheres casadas são as que ficam mais deprimidas, enquanto os homens solteiros, viúvos e divorciados são, dentro do género masculino, quem tem mais tendência a sentir-se infeliz. O estudo mostra ainda que as mulheres são quem se queixa mais em qualquer idade, enquanto os homens, que tendem a permanecer calados, são quem mais contribui para a taxa de suicídio.
Segundo Kate Lovett, estes dados devem ser analisados "com urgência" porque "o impacto no sofrimento individual e o impacto económico é enorme".
 
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!