Cinema&TV

9 coisas a não perder nesta edição do Lisbon & Sintra Film Festival

De 17 a 26 de novembro, a 11.ª edição do LEFFEST une Lisboa e Sintra para apresentar o que de melhor se faz no cinema em Portugal e no estrangeiro.
Por Marta Carvalho, 16.11.2017
Conferências, exposições, workshops e muitos filmes, claro. O programa da nova edição do LEFFEST volta a ligar o Cinema à cultura e a reunir eventos ligados à literatura, à música e às artes plásticas. Isto para além de contar com as presenças de nomes como os realizadores David Cronenberg e Abel Ferrara e os atores Isabelle Huppert e Robert Pattinson.

ISABELLE HUPPERT: WOMAN OF MANY FACES | Uma exposição com mais de cem fotografias, retratos-vídeo e vídeo-instalação da autoria de alguns dos mais importantes artistas das últimas décadas. Isabelle Huppert: Woman of Many Faces, com curadoria de Ronald Chammah e Jeanne Fouchet, foi apresentada no MoMA em Nova Iorque e inaugurará no dia 18 de novembro no MU.SA, em Sintra. Contará com a presença da atriz Isabelle Huppert, protagonista de todos os retratos.

ESTREIAS | Destacamos apenas alguns dos muitos filmes que estreiam ao longo do festival e que merecem uma ida ao cinema: The Late Teenage Years of Jean-Michel Basquiat, de Sara Driver, será exibido no Espaço Nimas a 18 de novembro com uma conversa com a realizadora no final; L’Amant d’un Jour, de Philippe Garrel, no dia seguinte, no Medeia Monumental, conta com a presença da atriz Esther Garrel; On Body and Soul, um filme de Ildikó Enyedi, estreia a 19 de novembro, também nos Cinemas Medeia Monumental e a 23 de novembro nas Amoreiras; e por fim Darkest Hour, de Joe Wright, que estreia a 25 de novembro nas Amoreiras e a 26 de novembro nos Cinemas Medeia Monumental.
A carregar o vídeo ...
On Body and Soul
RETROSPETIVA ABEL FERRARA | Referência do cinema independente americano, Abel Ferrara ficou conhecido pelos seus filmes controversos, que abordam o lado mais negro de Nova Iorque. Tornou-se um realizador de culto com os filmes The Driller Killer (1976), King of New York (1990) e Bad Lieutenant (1992). Recentemente, realizou o documentário Piazza Vittorino, sobre um bairro multicultural em Roma, cuja antestreia nacional no LEFFEST contará com a presença do realizador. Além desta apresentação, alguns dos seus trabalhos mais aclamados vão ser exibidos nos Cinemas Medeia Monumental durante toda a semana do festival.

IMAGES OF THE EAST | O filme Images of the East vai ser exibido, no dia 22 de novembro, às 21h00, no Centro Cultural Olga Cadaval, numa sessão especial com a participação do escultor sírio Nizar Ali Badr e seguido de um concerto com o violinista Gidon Kremer e a violoncelista lituana Giedre Dirvanauskaite. Depois do concerto, terá lugar um debate em torno da crise dos refugiados.
A carregar o vídeo ...
Darkest Hour
BATTLEFIELD | O mais recente trabalho do encenador Peter Brook (com a colaboração de Marie-Hélène Estienne) é Battlefield, uma peça de teatro sobre uma família destruída pela guerra que "destila a essência de uma procura de vida". Estará em cena no Teatro Nacional D. Maria II, nos dias 23 e 24 de novembro, às 21h.

PORTUGAL NO FESTIVAL | Em competição neste festival, cujo júri é presidido por David Cronenberg, Verão Danado, de Pedro Cabeleira, é um dos destaques nacionais. Há ainda para ver retrospetivas dos realizadores portugueses João Mário Grilo, com o filme A Estrangeira, no dia 18 de novembro no Espaço Nimas, e de José Vieira, com o filme Os Emigrantes + O país Aonde Nunca Se Regressa, no dia 22 de novembro, no Cinema Monumental.
A carregar o vídeo ...
Verão Danado
PODE A ARTE SER AINDA SUBVERSIVA? | Com curadoria de Marie-Laure Bernadac e Bernard Marcadé, o simpósio sobre a indiferença que o público criou à arte pergunta onde podemos, nos dias de hoje, encontrar "pontos de rutura" que ainda nos façam reagir. Decorrerá no Centro Cultural Olga Cadaval, nos dias 24 e 25 de novembro, e contará com a participação de artistas, realizadores, filósofos, músicos e atores internacionais.

RADICALMENTE NÃO ORIGINAL | O escritor espanhol Enrique Vila-Matas dará uma conferência intitulada Radicalmente Não Original, a 25 de novembro, às 19h, no Teatro Nacional D. Maria II, que conta com a intervenção da artista francesa Dominique Gonzalez-Foerster e que surge como fruto da colaboração que os dois desenvolvem há cerca de duas décadas. Vila-Matas lançará também, durante o festival, a edição portuguesa do seu novo livro, Mac y su Contratiempo (Mac e o seu Contratempo), publicada pela editora Teodolito.

REVOLUÇÃO RUSSA | A assinalar os 100 anos da revolução russa, A Revolução de 1917 e o Destino dos Poetas Russos é um debate onde se trocarão opiniões sobre as consequências da revolução na literatura e nas artes. Dia 25 de novembro, às 15h30, no Espaço Nimas.
 
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!