Artes

Roteiro: pistas culturais para (re)descobrir a cidade

Artes, fotografia, música, cinema ? Lisboa está cada vez mais curiosa e com vontade de abrir os seus horizontes ao mundo. O roteiro cultural mostra-nos o que de mais interessante está a acontecer agora.
Por Carlota Morais Pires, 24.11.2017

Attero, por Bordalo II

A primeira grande exposição individual de Bordallo II tem curadoria de Lara Seixo Rodrigues e surge como uma crítica à sociedade contemporânea e ao consumismo irresponsável, à forma despreocupada como exploramos recursos, como se fossem infinitos. Attero (desperdício em latim) é uma retrospetiva do trabalho de Bordalo II, mas também reúne novas obras do artista que começou pelo graffitie acabou por se tornar conhecido pelas suas esculturas feitas de lixo e desperdícios.

Attero está patente até 4 de dezembro no número 49 da Rua de Xabregas, no Beato, em Lisboa. A entrada é livre.

 

The Script na Culturgest

Como é que seis artistas diferentes interpretam o mesmo guião? A peça The Script atira um só papel a seis performersque em simultâneo trazem a sua própria interpretação do mesmo solo. A ideia partiu de trazer um grupo a um palco, sem que exista contacto direto entre os atores, que atuam separadamente, ainda que sejam obrigados a seguir um texto – são os encontros acidentais "e a necessidade de interação com um adversário que testam a sua lealdade ao guião". O texto e a direção são de Liesbeth Gritter, que nos fala sobre a frustração de vivermos em grupo sem, ainda assim, conseguirmos evitar a solidão existencial.

Em cena no Palco do Grande Auditório da Culturgest, às 21h30 dos dias 4 e 5 de dezembro.

 

Mahler Chamber Orchestra no CCB

Foi em 1997 que o maestro italiano Claudio Abbado criou a Mahler Chamber Orchestra, uma orquestra nómada e gerida pelos seus músicos, que viria a tornar-se uma das mais relevantes do nosso tempo. Agora, o CCB une-se à Ensemble Darcos, do compositor e maestro Nuno Côrte-Real, e traz a Mahler Chamber Orchestra a Lisboa, com um programa que inclui duas das mais icónicas sinfonias de Haydn e Mozart: a n.º 101, Relógio, e a n.º 40, além de duas obras dos compositores portugueses S. Azevedo e Nuno Côrte-Real, Sinfonietta Semplice e Concerto Vedras. A direção musical está nas mãos do concertino Matthew Truscott e, nas obras portuguesas, a liderança é do maestro Nuno Côrte-Real.

O concerto acontece no próximo dia 29 de novembro, quarta-feira, às 21 horas no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém.



A Última Mulher
no LEFFEST

O Lisbon & Sintra Film Festival recua à década de 70 para exibir, no Monumental, o filme A Última Mulher, realizado em 1976 por Marco Ferreri. A obra, considerada uma das mais brilhantes de Ferreri, conta a história de uma família que se desintegra quando a mulher decide separar-se do marido para se dedicar à causa feminista, iniciando uma série de acontecimentos que põem em causa o futuro do filho do casal. Além do argumento, também a imagem crua, pensada pelo diretor de fotografia Luciano Tovoli, merece voltar a ser vista.  

O filme vai estar em exibição às 19 horas desta sexta-feira, dia 24, na sala 3 do Cinema Medeia Documental, em Lisboa.

 

Dança: Ressurrection & A Power Balad

Os coreógrafos Mariana Tengner Barros e Mark Tompkins estreiam agora Resurrection, a sequela de A Power Balad, o espetáculo que nos fala, através da dança, de duas irmãs excêntricas, explorando a sua forma de lidar com o vazio deixado por uma fama já distante e com a obsessão pelo regresso aos palcos. A novaperformancemantém o fio condutor da primeira narrativa, mas coloca, ao mesmo tempo, outras questões. "Como manter a integridade num meio sórdido e cheio de intrigas? Como cultivar a adulação do público? Como lidar com a inveja, a competição e a traição? Com a solidão? É o aprofundamento de temas como a dialética do poder, as dinâmicas da ilusão e da desilusão, de ganhar e perder, o envelhecimento e a sobrevivência."

No palco do Negócio, no número 9, porta 5 da Rua de O Século, de 29 de novembro a 6 de dezembro, de quarta a quarta (exceto domingo) às 20h.

 

Da Chick no Lux

Na noite de 8 de dezembro a portuguesa Da Chick vai apresentar a sua nova banda no Lux, numa festa que pede excentricidade no guarda-roupa e na pista de dança. A Foxy Band estreia-se em Santa Apolónia às 23 horas e o concerto vai deixar-nos a dançar até à 1 hora da manhã. No piso de baixo voltam a acontecer as Stardustballs, com a música de Dj Nobu e Dexter (também imperdível) a tocar até de madrugada.

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!