Atualidade

12 coisas que os pais de sucesso fazem

Apesar de não existir uma receita infalível para a educação das nossas crianças, a verdade é que todos os pais desejam o mesmo para os seus filhos. Serem bons alunos, terem futuros de sucesso e tornarem-se adultos exemplares aparecem nos primeiros lugares da lista.
Por Máxima, 24.04.2017
Saiba o que os pais de sucesso têm em comum.

1. Dão tarefas aos seus filhos

Julie Lythcott-Haims, ex-reitora da Universidade de Stanford e autora do livro Como criar um adulto, defende que as crianças que ajudam nas tarefas terão melhores relações com os colegas de trabalho no futuro, serão pessoas empáticas e capazes de desempenhar tarefas de forma independente.

2. Ensinam competências sociais

Estudos levados a cabo pelas universidades de Duke e da Pensilvânia, nos EUA, mostram a relação existente entre as competências sociais e emocionais adquiridas no jardim de infância enquanto criança e o desenvolvimento de personalidades de sucesso décadas mais tarde. Entre as skills sociais mais importantes estão a capacidade de entreajuda, a compreensão de emoções e a resolução de problemas de forma autónoma.

3. Têm expectativas elevadas

Segundo dados de um estudo da Universidade da Califórnia, em 2001, as expectativas que os pais têm para os seus filhos podem ser cruciais na sua realização pessoal e até nos próprios resultados. 

4. Possuem um nível escolar mais elevado

De acordo com o estudo de 2014 da Universidade do Michigan, as mães que acabaram o ensino secundário ou a faculdade têm maiores probabilidades de ensinar os seus filhos a fazerem o mesmo.

5. Ensinam Matemática aos filhos

Desenvolver as capacidades ligadas à área da Matemática a partir de tenra idade parece ser uma enorme vantagem para o futuro das crianças, pois elas começarão na escola com conhecimentos ligados aos números, à sua ordem e ao raciocínio. Os puzzles são uma ótima forma de começar a desenvolver competências de raciocínio. 

6. Desenvolvem uma relação com as crianças

Segundo o PsyBlog, os pais com um trato mais próximo e atento respondem de forma adequada aos sinais dos filhos, fornecendo as bases para as crianças explorarem o mundo. O investimento na relação entre pais e filhos desde cedo pode então ser sinónimo de uma relação sólida no futuro.

7. São menos stressados

O stress afeta negativamente o bem-estar das crianças devido àquilo a que os especialistas chamam de "contágio emocional", ou seja, ao fenómeno psicológico em que as pessoas "passam" aos mais próximos aquilo que estão a sentir. Portanto, se estiver frustrada e infeliz constantemente, lembre-se que isso pode refletir-se na personalidade futura dos seus filhos.

8. As mães trabalham fora de casa

A Harvard Business School diz-nos que os filhos das mães que trabalham fora tendem a frequentar a escola durante mais tempo, têm maior probabilidade de ter um cargo elevado, bem como um vencimento mais alto. As preocupações com as tarefas domésticas são maiores em comparação com os filhos de mães que trabalham em casa.

9. O status económico é mais alto 

Infelizmente, ainda vivemos numa realidade em que o poder económico define (na maioria dos casos) os níveis de escolaridade. O status económico impulsiona grande parte da realização educacional e o desempenho das crianças. 

10.  Mostram a importância de imaginar e de sonhar 

Angela Duckworth, psicóloga da Universidade da Pensilvânia, estudou o foco e o interesse nas metas e nos objetivos a longo prazo e a relação existente no papel dos pais enquanto impulsionadores. Trata-se de ensinar as crianças a imaginar e a comprometerem-se na criação de um futuro. 

11. Dão nomes comuns aos filhos

Em termos de carreira, as pessoas com nomes mais comuns e fáceis de pronunciar são as que têm mais sucesso, segundo a Business Insider
  
12. Transmitem bons hábitos alimentares às crianças

As pessoas de sucesso reconhecem que bons hábitos alimentares são essenciais para manter a concentração e os níveis de produtividade ao longo do dia. A educação alimentar deve ser adquirida em primeiro lugar em casa, para a formação de adultos saudáveis e conscientes. Bons hábitos na alimentação ajudam também a desenvolver uma sensação de aceitação para com o nosso corpo, evitando problemas de autoestima no futuro.
 

Joana Pinheiro Rodrigues
Partilhar
Ver comentários
A Máxima recomenda
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!