Tendências

Tendências para a próxima estação: o que vai estar in e out?

Procurámos nas coleções de inverno as tendências que se repetiram e as peças mais especiais, mas também tudo o que foi deixado de parte pelos designers. Esta é a lista final: do que vamos querer usar e do que podemos tirar do guarda-roupa a partir de agora.
Por Carlota Morais Pires, 22.08.2017

In

Todos os tons de azul

A tendência começou nas coleções de verão e prolonga-se este outono/inverno – surge principalmente em vestidos e camisas, mas também nos casacos casulo que nos vão proteger do frio (sempre em azul escuro ou turquesa). Nas passerelles surgiu nas coleções de Valentino ou Nina Ricci, mas também nas (mais excêntricas) sobreposições de Marques'Almeida, que pintaram a coleção de azul céu e cruzaram riscas com outros padrões, na roupa e nos acessórios. Nas novas coleções de inverno que já começam a chegar às lojas de fast fashion (Uterqüe e Bimba & Lola, por exemplo) descobrimos mil tons de azul em materiais mais interessantes, como a seda e o tweed.  

 

Ganga dos pés à cabeça

Não é nada de novo – Brooke Shields já tinha tornado a tendência apetecível nos anos 80 (numa icónica campanha da Calvin Klein) - ainda que na viragem do milénio o look ganga total tenha perdido algum glamour, chegando mesmo a tocar o mau gosto (sim, estamos a falar de Britney Spears e Justin Timberlake). Mas esta estação os criadores fazem uma nova tentativa de juntar denim em doses duplas e fazem-nos repensar a tendência ao mostrarem-nos coordenados com mais pinta do que poderiamos à partida imaginar, como aconteceu nas passerelles da Dior, da Calvin Klein e da britânica Stella McCartney.       

 

Brilhos e metalizados

Esta estação a Moda é uma festa: os metalizados, os brilhos e as lantejoulas estão de volta para nos adornarem as noites (e os vestidos compridos prateados) ou acrescentarem novas doses de diversão aos dias (porque não sair de casa com o vestido roxo brilhante, muito eighties, que vimos na coleção de Alessandro Michele para a Gucci?). É certo que minimalismo havia destruído o glamour da tendência com as cores neutras, tão suaves quanto contidas, mas este inverno os brilhos têm mais sentido de humor, deixam de estar associados ao exagero e ganham um lugar privilegiado no guarda-roupa.  

 

O blazer

É certo que é um dos essenciais do guarda-roupa, mas esta estação surge reinventado em quase todas as passerelles e coleções: vemo-lo ganhar forma em diferentes materiais (ainda mais apetecível em veludo ou revestido a lantejoulas) e cores inesperadas, como o amarelo torrado ou o dourado. Alguns designers, como Demna Gvasalia para a Balenciaga, também brincaram com a forma e o design, invertendo as regras e mudando a silhueta para criar uma peça completamente nova. Este inverno o blazer perde toda a formalidade e passa a fazer sentido em todos os momentos e lugares.



Out  
   

Saltos (demasiado) altos

Ténis, mocassins e sabrinas pontiagudas (oh, Miu Miu!) colam-se ao chão e ocupam o lugar de botas altas e stilettos no guarda-roupa de inverno. Os kitten heels substituem os saltos agulha e todos os que têm mais de cinco centímetros, que deixaram de ter lugar nos nossos armários - e ainda bem.

 

Skinny jeans  

Sabemos que a Balenciaga recuperou as leggings (em cor-de-rosa fluorescente e roxo) e, ainda inspirada pelo mau gosto dos anos 80 (que agora adoramos), criou botas a condizer; ainda assim, as calças justas só continuam a fazer sentido em materiais elásticos e cores tão improváveis como o mais ácido dos amarelos - ou seja, as skinny jeans continuam riscadas da lista de tendências, que prefere silhuetas mais largas e cortes a direito quando falamos de ganga. Não é difícil desconstruir a tendência: mais descontração e menos tecido colado ao corpo. 

 

Carteiras oversized

São substituídas por versões mais pequenas (ou mesmo micro) que sobrepõem a estética à funcionalidade mas, ainda assim, ganham pontos por nos obrigarem a deixar em casa tudo o que nunca precisamos mas insistimos em levar para todo o lado. Este inverno, tudo muda de figura: nas carteiras desta estação só cabem o telemóvel, o porta-moedas e a chave de casa.  

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!