Especiais

Quem é Gabriella Hearst, a designer do momento?

A ex-modelo que se tornou designer e que é a escolha de celebridades como Brie Larson, Miroslava Duma ou Emma Watson?
Por Rita Silva Avelar, 12.09.2017

Nasceu no Uruguai em 1976 e cresceu num rancho cheio de cavalos, rodeada da natureza e das tradições sulistas. Estudou na escola britânica de Montevideo e mais tarde licenciou-se em Comunicação na O.R.T, a Universidade do Uruguai. Foi modelo e em 2004 fundou a sua primeira marca: a Candela. Há mais de duas décadas, mudou-se para Nova Iorque, a cidade que escolheu para viver e para trabalhar.

Em 2011, com a morte do pai, ficou responsável por gerir o rancho que pertence à família em Paysandú, no Uruguai, o que mais tarde acabou por ter influência na génese da marca que lançou em nome próprio, em 2015. Privilegia os materiais naturais e orgânicos como a lã e na sua coleção de outono 2016 criou uma parceria com uma organização sem fins lucrativos, a Manos del Uruguay, que também recorre a materiais genuínos e locais. Hoje, Gabriella Hearst é casada com Austin Hearst, o seu segundo marido – neto de William Randolph Hearst, o magnata da imprensa americana –, com o qual tem um filho, Jack, de dois anos.

Além de ser uma das marcas preferidas de personalidades como Brie Larson, Miroslava Duma, Laura Dern, Elizabeth Olsen ou Emma Watson, mais recentemente as criações Gabriella Hearst foram faladas por um episódio em particular. É que na primeira aparição pública, após sair da prisão, a militar transexual Chelsea Manning (associada ao escândalo de fuga de informação Wikileaks) elegeu Hearst para primeiro coordenado em liberdade. Com a escolha, e depois de publicar a fotografia na sua conta oficial, Hearst chegou aos 28 mil gostos no Instagram. No início do ano, em março de 2017, foi nomeada para prémio Swarovski Award for Emerging Talent, da CFDA (The Council of Fashion Designers of America).

Em 2016, Hearst colaborou com a Tod's num modelo de slippers, um clássico da marca, onde escreveu em código morse a palavra "love" – 20% do lucro das vendas revertou para a associação Save the Children. Foi a vencedora do prémio International Woolmark Prize 2016/2017 com a coleção feminina.

A sua marca está disponível em sites como Net-a-Porter, Matches Fashion ou My Theresa.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
A Máxima recomenda
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!