Shopping

La vie en rose: 60 peças na cor dos millennials

Lembra-se quando o rosa era démodé? Associado às Barbies, pastilhas elásticas e a todo o plástico brilhante do qual muitos de nós fomos afastados em crianças, está de volta aos nossos armários e às nossas casas.
Por Diana Bastos, 29.09.2017

Lembro-me da minha mãe se recusar a comprar-me uma Barbie porque representava tudo aquilo que ela não queria para mim. Quando finalmente a consegui convencer, ofereceu-me a Barbie oficial da Benetton: morena, com calças vestidas e a desafiar todos os estereótipos da silhueta esguia e o cabelo loiro. Talvez por isso goste tanto de cor-de-rosa.

A verdade é que o rosa se tornou a cor preferida dos millennials. Obviamente, existe um tom específico associado a essa geração, mas nos últimos anos fomos invadidos por todas as tonalidades desta cor doce e feliz. Não deixa de ser irónico que na mesma década em que voltámos a discutir o feminismo e em que falamos da abolição de estereótipos de género, a cor mais popular seja aquela que mais é associada às "meninas", do modo mais tradicional. Desde a bebida de rosé e gelo Frosé, que invadiu o Instagram, ao sucesso do iPhone RoseGold, flamingos insufláveis e restaurantes e lojas inteiramente decorados com tons de rosa.

É oficial: "Pink is the new black." E quando pensávamos que era uma moda de uma temporada só, eis que três anos e seis estações depois os designers continuam a brincar com este tom e a experimentá-lo em novas combinações. Uniões antes proibidas, como rosa + vermelho, rosa + verde e rosa + roxo, são agora a maneira de continuar a tornar este tom apetecível.

Qualquer que seja a sua relação com o cor-de-rosa, o mais importante é que se divirta! Tome atenção porque a Pantone sabe realmente o que está a fazer.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!