Atualidade

Globos de ouro: a passadeira negra (e o que isso significa)

Há uma razão para que a cerimónia dos aclamados prémios Globos de Ouro seja diferente: espera-se que toda a gente se vista de preto.
Por Rita Silva Avelar, 07.01.2018

Chegou o dia: a 75ª edição da cerimónia de prémios de cinema Globos de Ouro tem tudo para ser diferente e marcar pela positiva. Espera-se que mais de 300 pessoas ligadas à indústria do cinema apoiem o projeto "Time's Up" que pretende assinalar a luta contra o assédio sexual, no trabalho e não só, adirindo à escolha do preto como dress code da gala - para unir Hollywood e mostrar a solidariedade para com as vítimas.

Tudo começou em outubro, quando o The New York Times chocou o mundo (e ainda bem) ao revelar que o maior produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, assediou sexualmente, e durante décadas, dezenas de mulheres ligadas à indústria do Cinema e não só, como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Rose McGowan. As vozes continuam a insurgir-se até hoje, seja como vítimas do próprio Weinstein (ainda recentemente Salma Hayek e Uma Thurman contaram as suas histórias), como de testemunhas ou apoiantes através do movimento #MeToo. O destapar do caso levou também a outra avalanche de denúncias que envolveram mais nomes sonantes do cinema, da música ou da moda como Kevin Spacey, Terry Richardson, James Toback ou Bill O’Reilly.

Mas de que se trata o Time’s Up? A atriz Reese Witherspoon e a designer Arianne Phillips desenharam este pin preto e branco com as palavras "Time’s Up" para virar todas as atenções para o fundo Time's Up Legal Defense Fund, que se destina a ajudar vítimas de assédio sexual. O fundo, administrado pela organização sem fins lucrativos National Women’s Law Center, vai "providenciar apoio legal subsidiado para ajudar mulheres e homens que tenham experienciado assédio sexual, violação, ou abuso em local de trabalho", segundo informa a página oficial da iniciativa. A ideia de vestir de preto foi da atriz Rose McGowan, também ela uma vítima de Weinstein e das primeiras a denunciar o caso. A página da iniciativa Time’s Up pode ser vista aqui

Acompanhe a nossa cobertura da passadeira negra e da cerimónia dos Golden Gloves aqui e nas redes sociais da Máxima, Instagram e Facebook.

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!