Notícias

Early Made: a nova loja do Porto que também é residência artística

Depois do espaço Rosa et Al Townhouse, é a vez dos irmãos e Patrícia e Emanuel Sousa se aventurarem na curadoria de uma loja que é tão versátil e criativa como… eles.
Por Rita Silva Avelar, 26.12.2017
O 235 da rua do Rosário, em pleno coração do bairro das artes do Porto, ganhou uma nova morada. Chama-se Early Made – Cedofeita e é a vizinha do Rosa et Al Townhouse (no 233) a guesthouse que nasceu há cinco anos pelas mãos dos irmãos Patrícia e Emanuel Sousa. Foi também esta dupla que fez nascer a concept store Early Made. Quem passa pela montra desta morada sente, desde logo, o ímpeto de querer entrar, pela surpresa visual que proporciona: todos os meses há uma instalação artística nesta primeira abordagem ao espaço, que por detrás esconde (e destapa, ao mesmo tempo) uma loja de roupa com marcas ligadas ao made in Portugal, da moda ao lifestyle, e simultaneamente uma residência artística.

Patrícia e Emanuel não são só os responsáveis pela génese da Early Made, são também os curadores de todo o espaço. "Ter o hotel há cinco anos permitiu conhecer uma série de project managers de grandes marcas internacionais que vêm a Portugal regularmente para fazer ou controlo de início de produção ou de produto acabado" explica-nos Emanuel. "Foi através desse acaso que conhecemos pessoas que vêem de marcas desde a Chloé à Zara. A linha de curadoria que estabelecemos para as marcas que estão aqui representadas é que tenham uma relação com Portugal, e normalmente essa relação é de know-how – de produção cá, ou mesmo de uso do material português que acaba por ser utilizado na confecção das peças. Podemos dizer que a origem da confecção de pelo menos 50% das peças que estão em loja é no Norte do país. Neste momento temos três marcas francesas, três marcas inglesas, duas marcas holandesas, duas suecas e uma portuguesa, Armando Cabral. Todas elas têm uma forte conexão com a indústria portuguesa." Litoral, Anecdote, e=mc2, Folk, Les Basics, Maria Vicente e New Heroes & Pioneers são apenas alguns exemplos.

Pensada para funcionar com duas vertentes, a Early Made foi pensada para fazer justiça à premissa made in Portugal mas numa versão real em venda, mas também como espaço físico para plataforma artística. Depois do percorrermos o interior da loja, onde de um lado e de outro encontramos peças de vestuário suspensas (uma particularidade do espaço, que permite versatilidade na disposição das peças sazonalmente) encontramos a Whitebox Room. "É um espaço multifunção que se foca na produção de coisas relacionadas com arte têxtil, desde os lavores mais tradicionais a uma vertente mais moda. Para além da produção de uma marca própria Early Made (em breve) queremos que receba artistas ou pessoas que estejam a trabalhar em arte têxtil." Mas há mais. No piso inferior, encontramos aquilo a que a dupla criativa chama de Blackbox. "A Black Box que fica em baixo (…) e é mais relacionada com instalações artísticas tridimensionais, vídeo, artes performativas, e serve de residências artísticas aos artistas e depois de partilha com o público" explica Emanuel. Em janeiro, a Early Made recebe parcerias artísticas com as Inaugurações Simultâneas de Miguel Bombarda.

Onde? Rua do Rosário, 235, Porto. Quando? Quarta a sábado das 12h às 20h (nos restantes dias funciona por marcação).
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!