Notícias

Benetton apoia a emancipação das mulheres no Bangladesh e no Paquistão

Com o Programa de Emancipação da Mulher, a Benetton lança dois projetos concretos destinados a proporcionar condições de vida sustentáveis às mulheres que trabalham em casa ou no vestuário Pronto-a-Vestir destes dois países.
Por Máxima, 28.10.2016
O Programa de Emancipação da Mulher da Benetton lança o Projecto de Sustentabilidade, que conta com uma série de iniciativas para que a emancipação das mulheres que trabalham em casa no Paquistão e das mulheres ativas no sector do Vestuário Pronto-a-Vestir no Bangladesh seja possível. 

Apresentado há um ano, o Programa de Emancipação da Mulher é o foco da estratégia do Grupo Benetton atualmente em curso e visa durar dois anos. Assente nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU para 2020, as suas metas – igualdade de género e emancipação da mulher – serão atingidas através de cinco pontos-chave: condições de vida sustentáveis, não discriminação e igualdade de oportunidades, acesso à saúde, ensino de qualidade e o fim de todas as formas de violência contra mulheres em todo o mundo.
Um passo fundamental no sentido da emancipação da mulher em todo o mundo, que consiste em dar-lhes a possibilidade de terem um emprego decente e com remuneração justa, em locais de trabalho adequados e com medidas adicionais de apoio, de modo a assegurar a sustentabilidade social e económica destas mulheres e suas famílias. 

O projeto começa no Bangladesh e no Paquistão onde, nos próximos dois anos a Benetton apoiará as atividades da ONU Mulheres, a organização da ONU para a igualdade de género e emancipação da mulher. O financiamento destina-se a melhorar as condições de vida das mulheres que trabalham no sector do vestuário e reduzir assim a sua vulnerabilidade, tanto em casa como no local de trabalho. No Bangladesh, a Benetton pretende ajudar cerca de 5 mil a 6 mil mulheres que trabalham atualmente no sector do vestuário e do pronto-a-vestir. Serão organizados cursos com vista a ajudá-las a reforçar as suas aptidões profissionais. O que as ajudará a recorrer a produtos financeiros em bancos locais, tais como empréstimos, seguros e contas poupança. 

No Paquistão, a Benetton espera ajudar cerca de 1500 mulheres que vivem na região de Sialkot, um local de produção fabril. Será dada prioridade às desempregadas, às mulheres que trabalham em casa ou nos campos e a todas as mulheres pertencentes a minorias étnicas ou religiosas. A marca ajudará cada uma delas a obter documentos de identificação, necessários para votar, abrir uma conta bancária e a acederem a cursos de formação. Informá-las-á sobre os seus direitos como mulheres e trabalhadoras e alertamos para a necessidade de participarem nas decisões a todos os níveis. 

O Programa de Emancipação da Mulher tem as suas raízes no longo historial de compromisso social desta marca italiana de moda e envida todos os esforços no sentido de alertar para o facto de que a igualdade de género e a emancipação da mulher não é são só meras questões de direitos humanos, realçando a necessidade de dar passos com vista a construir um mundo de paz, próspero e mais sustentável para todos.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!