Especiais

À Moda do Porto: o guia de Raquel Strada no Portugal Fashion

Este fim de semana estive numa das minhas cidades favoritas, o Porto. A Norte, não só encontramos a capital da indústria têxtil do país como uma das maiores mostras da criatividade nacional: o Portugal Fashion. E esta 39.ª edição não fugiu à regra.
Por Raquel Strada, 24.10.2017
Quando as luzes se acendem, incidem sobre a indústria têxtil e criativa do Norte do país, e o Norte, como sempre, cumpre as expectativas. Um programa recheado daquilo que melhor se faz em Portugal, bem capaz de "competir" com algumas das semanas de moda internacionais.

Estive presente a convite da Minty Square, plataforma de e-commerce pensada e criada para os designers portugueses que promove esta vontade geral de "see now, buy now", mas apesar do estrangeirismo, quero fazê-lo em português.

Vi de perto o trabalho de alguns dos designers e destaco a diversidade de Carla Pontes, que tocou os quatro cantos do mundo, o revivalismo Art Déco de Katty Xiomara, que invadiu o espaço de um antigo matadouro e o levou para a Miami dos anos 60, e a coleção masculina de David Catalán, com os seus oversized e tecidos impermeáveis dos quais eu me apoderei à saída da passerelle.

A Nobrand vestiu-me os pés com o conforto necessário para assistir de perto aos desfiles de alguns dos maiores criadores portugueses, entre eles Luís Buchinho, que apostou numa coleção bastante desportiva e confortável sem nunca se esquecer do que é necessário para nos sentirmos femininas. Nuno Baltazar inspirou-se em O Amante, o livro autobiográfico de Marguerite Duras, para criar uma coleção a partir da ideia de fragmento e que surpreendeu tudo e todos. Alexandra Moura pensou na questão do tempo e da deterioração dos grandes palácios e palacetes portugueses, o que se traduziu em propostas em tons de preto e vermelho, maioritariamente, danificados e desfiados. Diogo Miranda, quase em oposto, inspirou-se na beleza e elegância do cisne, criando peças que realçam a silhueta da mulher e a sua beleza.

Todos eles partilharam connosco a sua arte, agora cabe-nos a nós acrescentar-lhes novas histórias. Estas peças não existem só para ser vistas, mas também para ser vividas.

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!