Fotogalerias

Magia pelo ar

No palco são seres etéreos. O fruto, ao longo do tempo, da genialidade de coreógrafos e de compositores e também de muito trabalho, de uma grande perseverança e de uma maior dedicação. Para celebrar os 40 anos de existência da Companhia Nacional de Bailado, captámos, em exclusivo, bailarinos e coreógrafos que são o testemunho de uma grande companhia e de uma arte maior. A CNBcelebra estreia O Lago dos Cisnes a 8 de dezembro.
Por Carolina Carvalho, 07.12.2017
Lourenço Ferreira: colete em malha Philosophy di Lorenzo Serafini, na Nude Fashion Store; Collants, Calzedonia. Henriett Ventura: T-shirt
Local Authority LA, na Nude Fashion Store; Saia em tule, vintage Christian Dior, na Du Chic a Vendre.
© Pedro Ferreira
Henriett Ventura. Na sua Hungria natal começou a dançar aos nove anos. Aos 18 foi para S. Petersburgo e voltou a casa ao fim de um ano. Esteve em Portugal na Expo 98 a representar a Hungria, precisamente no Teatro Camões. “Voltei cá para fazer uma audição e entrei na Companhia, em 1999. Saí e voltei de vez, em 2011.”
© Pedro Ferreira
Lourenço Ferreira e Henriett Ventura.
© Pedro Ferreira
Henriett Ventura.
© Pedro Ferreira
Isadora Valero: saia Filipe Faísca e top Intimissimi. Irina Oliveira: vestido Filipe Faísca.
© Pedro Ferreira
Isadora Valero. É venezuelana e começou a dançar aos oito anos. Ganhou uma bolsa para estudar ballet em Hamburgo, onde integrou a companhia local. Trocou a Alemanha pelo Reino Unido e esteve na Northern Ballet antes de vir para Portugal, em 2015. Está na CNB, desde então.
© Pedro Ferreira
Irina Oliveira. Aos três anos a dança ainda era uma brincadeira. “Sempre adorei dançar e a minha mãe pôs-me no ballet. Antigamente, a Companhia tinha escola e a partir dos sete anos fiz uma audição e entrei. Depois, fui para o Conservatório e regressei à Companhia, em setembro de 2001.”
© Pedro Ferreira
Irina Oliveira.
© Pedro Ferreira
Isadora Valero.
© Pedro Ferreira
Irina Oliveira.
© Pedro Ferreira
Irina Oliveira.
© Pedro Ferreira
Isadora Valero: saia Filipe Faísca e top Intimissimi. Irina Oliveira: vestido Filipe Faísca.
© Pedro Ferreira
Miguel Ramalho: casaco Valentim Quaresma. 
Em criança quis ser jogador de futebol. Mas os pais inscreveram-no no Conservatório. Só aos 18 anos decidiu ser bailarino. Esteve na Companhia Portuguesa de Bailado Contemporâneo e, em 2008, integrou a CNB, onde teve “a sorte de ter podido dançar tudo o que havia para dançar”.
© Pedro Ferreira
Solange Melo: kimonos Storytailors. Carlos Pinillos: colete e calças Storytailors.
© Pedro Ferreira
Solange Melo. Aos quatro anos tinha o sonho de ser bailarina. “Fui para o ballet e aos dez anos entrei no Conservatório. Tive a felicidade de ingressar na Companhia, com 18 anos. Entre 2005 e 2007 estive no ballet nacional da Noruega.” Voltou para a CNB, em 2007.
© Pedro Ferreira
Carlos Pinillos. A dança foi um instrumento para se aproximar do mundo das artes. Está em Portugal, há 16 anos, e veio de Madrid. “Estava dentro do circuito internacional, mas faltava-me a parte de vida que um puto de 23 anos quer ter.” Escolheu Lisboa como a cidade onde queria viver.
© Pedro Ferreira
Carlos Pinillos.
© Pedro Ferreira
Carlos Pinillos.
© Pedro Ferreira
Francisco Sebastião: bomber Ricardo Preto. Lourenço Ferreira: casaco de malha Susana Bettencourt.
Francisco Sebastião: Com menos de dez anos começou a fazer dança contemporânea. Depois, foi-lhe indicado o Conservatório de Lisboa. Francisco fez a audição e foi aceite. Entrou na Companhia Nacional de Bailado o ano passado e tem 22 anos.
© Pedro Ferreira
De pé, em primeiro plano. Filipa Castro: vestido Dino Alves. Mário Franco: camisa Dino Alves e saia-calça Inês Torcato.
Mário Franco: Em casa sempre teve música e dança. A mãe era professora de ballet e Mário começou a dançar aos oito anos. Hoje, além de bailarino, também é músico. Está na Companhia Nacional de Bailado desde 1986.
© Pedro Ferreira
Irina Oliveira: bustier Valentim Quaresma. Filipa Castro: vestido Dino Alves.
© Pedro Ferreira
Filipa Castro. Começou a dançar com sete anos numa escola no mesmo bairro da escola primária que frequentava. Foi por arrasto de uma amiga e já não largou a dança. “Ingressei no Conservatório com dez anos. Quando acabei fui convidada a entrar na Companhia [em 1996]. Esta é a minha 22.ª temporada.”
© Pedro Ferreira
Solange Melo: top Intimissimi. Henriett Ventura: corpete Storytailors. Isadora Valero: top Adidas. Saias em tule Storytailors.
© Pedro Ferreira
Solange Melo: top Intimissimi. Henriett Ventura: corpete Storytailors. Isadora Valero: top Adidas. Saias em tule Storytailors.
© Pedro Ferreira
Miguel Ramalho: calças Storytailors. Henriett Ventura: corpete e saia Storytailors.
© Pedro Ferreira
Carlos Pinillos: calças Dino Alves. Francisco Sebastião: calças Inês Torcato.
© Pedro Ferreira
Isadora Valadero: top Adidas e saia em tule Storytailors.
© Pedro Ferreira
Lourenço Ferreira. Ao início a dança era uma forma de gastar energia, depois veio a certeza de que era o que queria fazer na vida. “Fiz o Conservatório todo. Quando acabei recebi um convite da diretora da Companhia na altura e ingressei. Este é o meu 6.º ano.”
© Pedro Ferreira
Clara Andermatt: blazer Twin Set. Olga Roriz: vestido Uterque. Vítor Hugo Pontes: cardigan Hackett London, t-shirt e calças Edmond, chapéu Seeberger, tudo Loja das Meias. Fernando Duarte: malha e calças Officine Génèrale, na Loja das Meias, e blazer assertoado Scotch & Soda.  Rui Lopes Graça: camisa Hugo Boss e jeans Hackett London, tudo Loja das Meias.
© Pedro Ferreira
Lourenço Ferreira: colete em malha Philosophy di Lorenzo Serafini, na Nude Fashion Store; Collants, Calzedonia. Henriett Ventura: T-shirt Local Authority LA, na Nude Fashion Store; Saia em tule, vintage Christian Dior, na Du Chic a Vendre.
Magia pelo ar
Ver comentários
Últimas Fotogalerias

Comentários

0 Comentários
As mais vistas

Notícias Máxima por Categorias