Especiais

Marie-Chantal, a princesa empresária

Princesa, mãe, mulher de negócios, ícone de estilo… O mundo de Marie-Chantal Miller tem muitas facetas e, entre as reuniões de trabalho, os momentos em família ou os eventos de tiara, há um ano atrás falou à Máxima sobre um dos seus projetos mais queridos: a marca de lifestyle de luxo para criança que fundou e que tem o seu nome, Marie-Chantal. Agora revisitamos a entrevista.
Por Carolina Carvalho, 01.06.2017
Nasceu em Londres, foi batizada em Nova Iorque e partiu ainda bebé com a família para Hong Kong onde passou a sua infância. A sua imagem clássica e graciosa é, no fundo, o harmonioso resultado da vida eclética e bem preenchida que já tinha antes de ser princesa. É filha da peruana colecionadora de arte Maria Clara Pesantes e do americano Robert Warren Miller, o criador e magnata dos dutty free asiáticos, e tem duas irmãs: Pia e Alexandra. As três ficaram conhecidas como as Miller sisters. Em 1995, Londres parou para o casamento entre Marie-Chantal e o príncipe Pavlos da Grécia e Dinamarca. Juntos têm hoje cinco filhos (Maria-Olympia,Constantino Alexios, Achileas Andreas,Odysseas Kimon e Aristides Stavros) e vivem em Londres. Em 2001, grávida do terceiro filho, a princesa decidiu fundar a sua própria marca de lifestyle infantil à qual chamou Marie-Chantal. Com base em Londres, as suas criações, com especial destaque para a roupa, de recém-nascidos até aos 12 anos de idade, chegam já a cerca de 30 países e têm em Harper Seven (miss Beckham) e nas princesas Estele e Leonore da Suécia três fiéis clientes.
 
Como é que a sua infância na Ásia influencia o seu trabalho e a sua vida hoje?

Acho que toda a gente tem uma certa nostalgia em relação à sua infância; Hong Kong foi um ótimo sítio para crescer. Havia um ritmo de vida muito suave e muito pouca poluição. Na escola, no semestre de verão, usávamos um vestido estilo avental sem mangas em padrão gingham verde e, no inverno, uma bata em lã cinzenta com uma blusa. Tenho sempre algo em gingham nas minhas coleções e um vestido em lã cinzenta… Adorava ir às compras com a minha mãe e ela levava-me aos mercados para comprar fitas, botões e tecido e todo o tipo de coisas maravilhosas. Acho que foi aí que o meu amor pelo design começou!
 
O que a levou a começar a sua própria marca de roupa para criança?

Estava grávida do meu terceiro filho quando tive a ideia. Senti que precisava de fazer algo criativo – sempre adorei desenhar e fiz um semestre no Fashion Institute of Technology, em Nova Iorque. Começar uma empresa de roupa infantil deu-me uma excelente saída para a minha criatividade. Queria criar uma marca que tivesse tudo – a bonita coleção para rapariga, roupas que os rapazes gostem de usar e uma bela coleção de bebé e presentes.
 

O que mudou na marca desde que começou este projeto até hoje?

Começar um negócio e gerir uma empresa é um trabalho árduo e pode ser muito desafiante! O meu inspirou-me: tem uma ética de trabalho fantástica e incutiu isso em mim. Tentei manter o mesmo etos com que comecei – criar bonitas roupas para crianças. Roupas feitas segundo os mais altos padrões e com excelente qualidade.
 
E na sua vida?

Mais dois filhos do que quando comecei! Mudámo-nos da América, onde estávamos a viver quando comecei a Marie-Chantal, e agora vivemos numa maravilhosa parte de Londres – Chelsea. Os meus cinco filhos estão a crescer e os mais velhos já estão a pensar na universidade e em novos desafios. Eu continuo a gostar de gerir o negócio e desenhar!
 
Além de uma agitada vida profissional, também tem uma preenchida vida pessoal. Como é gerir uma família com cinco filhos?

A vida com uma grande família é sempre uma aventura e os meus momentos mais felizes são passar tempo com eles. Eu sempre disse que as crianças aprendem por osmose, por isso manter uma casa calma e feliz alimenta-os com boa energia.
 
É verdade que deu os nomes dos seus filhos a algumas das suas peças?

Sim, os meus filhos foram a inspiração para muitas das minhas criações. O nosso sapato clássico chama-se sapato Olympia Bow por causa da minha filha. Também o nosso logo Tino, o boneco com a coroa, foi inspirado e batizado segundo o Constantino. Quando o Achileas, o meu terceiro filho, nasceu ele parecia um anjo com caracóis prateados. Eu tive a ideia para um pequeno look em veludo com pequenas asas de anjo nas costas. Tem sido um enorme sucesso e é a nossa peça de assinatura.
 
No seu blogue publica várias imagens de comida. Gosta de cozinhar ou é mais uma apreciadora de comida?

Eu sou uma foodie e quando tinha 23 anos fiz um curso de dez dias na Escoffier para aperfeiçoar as técnicas de culinária. Adoro cozinhar quando posso e os miúdos adoram quando o faço. Postei algumas das minhas receitas no blogue e vou postar muitas mais. Vejam em www.mariechantalblog.com
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
A Máxima recomenda
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!