Especiais

27 anos de Jennifer Lawrence, a melhor atriz da sua geração?

Uma das musas da atualidade do cinema celebra hoje, duplamente. Descubra porquê.
Por Rita Silva Avelar, 15.08.2017
Foi a participação no filme Despojos de Inverno (2010) que a catapultou para o sucesso (ser nomeada para um Óscar num dos primeiros papéis é suficiente para o afirmar, certo?) e, hoje, dia 15 de agosto, celebra em duplo. É a data do seu 27.º aniversário, mas também o momento em que surge na capa das quatro versões da edição de setembro da Vogue norte-americana, que celebra o seu 125.º aniversário. Numa das capas surge numa pintura do artista John Currin e nas outras três em fotografias captadas pelos aclamados nomes da fotografia Annie Leibovitz,  Bruce Weber e o duo Inez and Vinoodh.

A atriz nasceu em Louisville, Kentucky, onde viveu com os pais (a mãe Karen coordena um acampamento para crianças e o pai, Gary, já foi dono de uma empresa de construção, a Lawrence & Associates) e com os dois irmãos mais velhos, Ben e Blaine. Aos oito anos já atuava em teatros locais e protagonizava as histórias mais divertidas, mas quando entrou para a escola foi-lhe diagnosticado um transtorno de ansiedade social. Só o ultrapassaria quando, aos 14 anos, decidiu finalmente que queria ser atriz e rumou a Nova Iorque. A série Hunger Games (2012, 2013 e 2014) tornou-a uma estrela, mas foram os seus papéis em Guia para um Final Feliz (2014), pelo qual ganhou um Óscar para Melhor Atriz, American Hustle (2014) ou Joy (2015), todos nomeados para vários prémios, que confirmaram o seu talento.

Ainda que seja uma das mais aplaudidas atrizes da sua geração, Lawrence sempre deixou claro que queria a vida privada resguardada e, em entrevista ao jornalista Jason Gay, da Vogue, reforça o receio pela exposição excessiva da sua vida privada. "É aterrador quando sentes que o mundo inteiro te julga (…) ao teres a tua vida privada a ser constantemente violada não é um problema se fores perfeita. Mas se fores humana, é assustador. Quando o meu RP me liga, penso sempre: ‘Oh meu Deus, o que será?’ Mesmo quando não é nada. Estou sempre à espera de ser surpreendida."

Há ainda uma terceira razão a juntar à lista de motivos para celebrar: o filme Mother!, do realizador Darren Aronofsky, que protagoniza, e em que contracena comJavier Bardem, Michelle Pfeiffer e Ed Harris. O drama de terror psicológico chega aos cinemas no fim de setembro.


 
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!