C-Studio i

C-Studio

Nunca é demais repetir: cuidado com o sol

Para os que sabem que o sol em excesso faz mal, mas continuam a apanhar escaldões; para os que não se protegem, por desleixo ou por acreditarem que o moreno vale o risco (não caia nesta!): #omeusol está de volta para um verão saudável
Por Máxima, 17.07.2017

O verão ainda há pouco começou e já apanhou um escaldão? Não arranje desculpas: não colocou protetor solar ou, se colocou, não o fez de forma correta. Apesar de haver mais cuidados com o sol, os especialistas acreditam que ainda é comum dar valor a simples mitos e cometerem-se erros que podem ser facilmente corrigidos durante a exposição solar. Se está a pensar expor-se ao sol hoje, não se esqueça: a pele tem memória e, mais tarde, quem se expõe sem proteção vai sofrer consequências na mesma medida.  

Com a incidência de cancro da pele a aumentar em Portugal – estimam-se para este ano 12 mil novos casos diagnosticados –, iniciativas como #omeusol: vive + o verão não podiam fazer mais sentido. Há dez anos de mãos dadas (parabéns!), Vichy e Cruz Vermelha Portuguesa voltam ao terreno para ensinar crianças, adolescentes e jovens adultos a adotar comportamentos saudáveis no verão. Este ano, o projeto conta com a participação ativa de 53 delegações de norte a sul do país e potencial para atingir 40 mil pessoas. Proteção para diferentes tipos de pele, riscos e regras básicas da exposição solar são alguns dos temas abordados nesta iniciativa nacional de sensibilização, que pretende mostrar, através de materiais pedagógicos, que estar protegido é uma decisão inteligente.

Cuidados a ter com sol


Quando pensamos em sol, automaticamente o cérebro alerta para a necessidade de proteção solar (se não é o caso, pelo menos, devia). No entanto, há outros cuidados indispensáveis a ter em conta para se proteger de forma adequada no verão. Estes são alguns conselhos da Vichy e da Cruz Vermelha Portuguesa para uma relação séria e duradoura com o sol:

Hora de ir para a sombra: evite o horário das 11h às 17h, no caso de estar acompanhado de crianças; para os adultos, o horário proibido é entre as 12h e as 16h. Durante este período, os raios UV são mais intensos.

Proteção adicional: não basta o protetor, use vestuário leve e de cor clara, chapéu e óculos escuros com filtro anti-UV.

Beba muita água: é a melhor bebida de verão para evitar a desidratação. Beba em pequenas quantidades, natural ou fresca, mas sem estar gelada!

Protetor solar: chamam-lhe de arma secreta e não podíamos estar mais de acordo. Use-o bem – aplicando "pintas" em todo o corpo e espalhando devagar e em círculos, sem esquecer orelhas, atrás do pescoço, pés, na parte de trás das pernas e costas – e renove a aplicação de duas em duas horas, depois de cada banho ou atividade que faça transpirar. Use um índice adequado, tendo em conta a resistência ao sol e os diferentes graus de risco dos cinco fotótipos de pele.


Conheça as opções, tendo em conta aquilo que a pele precisa


Não só de praia se faz o verão. Também nas piscinas e praias fluviais, na rua ou durante a prática desportiva, a proteção solar é fundamental. E como o sol não é todo igual, é preciso adaptar os comportamentos às diferentes necessidades. A pensar nas diferentes necessidades da pele, a Vichy desenvolveu uma gama extralarga capaz de responder aos vários desejos. Estas são as novidades deste ano:

Idéal Soleil Antimanchas Rosto 3 em 1: um creme com cor que reduz as manchas visíveis e previne a formação de novas machas. Para quem procura proteção alta com uniformização da pele de imediato, aliando o cuidado anti-idade.

Idéal Soleil Leite-gel Utrafundente com Wet Technology: para usar mesmo sobre a pele molhada, depois de nadar ou fazer desporto, com proteção solar de largo espetro e acabamento invisível. Pode ser usado sobre a pele seca.

Idéal Soleil Bruma Antiareia para crianças e Leite Fluido Antiareia: com textura antiaderente, evita que a areia se cole à pele – basta sacudir sem irritação, mesmo na pele sensível das crianças –, mantendo a proteção elevada. De formato prático e de fácil aplicação.

Não basta ter em atenção o tipo de pele. Também a idade e o contexto – praia, cidade, beleza e deporto – devem ter influência na escolha do protetor solar. As dinâmicas pedagógicas do projeto #omeusol não se ficam pelo litoral, abrangendo também outras localidades do país. Desfrutar do sol, sim, mas sempre com moderação e responsabilidade.

Partilhar
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!