Saúde

Quer manter a produtividade no verão? A alimentação dá uma ajuda

Há alimentos que são como um combustível para o cérebro, capazes de alimentar os neurónios mesmo quando só pensamos em praia e descanso.
Por Carla Mendes, 26.07.2017

Trabalhar nos meses em que o calor aperta já é tarefa complicada, especialmente quando a subida das temperaturas coincide com as férias. Dos outros, leia-se. Para quem só vai ter o merecido descanso mais para a frente no calendário ou para os (poucos) que vão passar o verão no escritório e não a banhos, manter a produtividade é um desafio difícil de vencer. A alimentação pode dar uma ajuda. Mais do que afastar o rugido do estômago, há alimentos que potenciam o funcionamento cerebral, servindo quase como um combustível capaz de alimentar os neurónios até quando estes apenas pensam em descanso, praia e esplanada. Escolhemos alguns capazes de lhe dar o impulso necessário.

 

Maçãs Os americanos costumam dizer que "an apple a day keeps the doctor away" (uma maçã por dia mantém o médico longe) e não é por acaso que este fruto tem direito ao seu próprio ditado popular. A ciência ajuda a explicar porquê: a maçã, e mais especificamente a sua casca, é composta por quercetina, um flavonoide com propriedades anti-inflamatórias e antivirais e com provas dadas na redução do colesterol e dos problemas de coração. A isto junta-se outra vantagem que a ciência também já confirmou: a capacidade que tem de reduzir o declínio cognitivo, ajudando o cérebro a funcionar melhor.

 

Vegetais de folha verde São um clássico na ementa da saúde. E aqui não há dúvidas: os vegetais de folha verde, como é o caso dos espinafres, ajudam a melhorar a memória e a tornar o cérebro mais rápido, isto para além de todas as outras vantagens que têm para o equilíbrio do corpo.

 

Salmão E que tal um pedaço de salmão grelhado para o almoço? Também são mais do que conhecidas as propriedades deste peixe, cada vez mais apreciado pelos portugueses. Mas a mais importante, quando está em causa a capacidade cerebral, é a sua riqueza em ácidos gordos ómega 3, que ajudam a promover a função cognitiva.

 

Abacate Muito se tem falado no abacate, em grande parte devido às suas propriedades e à gordura que o compõe, considerada amiga do organismo. De acordo com um estudo publicado na revista científica Diabetes, o abacate tem também benefícios para a capacidade cerebral. E receitas em que este é o protagonista não faltam.

 

Óleo de coco É verdade que não há aqui (como em tantas outras coisas) um consenso: há quem diga que faz bem; há quem diga que nem por isso. Mas independentemente de algumas teorias, não há dúvidas que é uma fonte de energia para o cérebro.

 

Partilhar
Ver comentários
A Máxima recomenda
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!