Fitness

Contagem decrescente para a São Silvestre

Preparação é crucial quando o objetivo é uma prova desportiva. Compusemos um plano completo para estar no seu melhor na última corrida do ano.
Por Carolina Silva e Aline Fernandez, 01.12.2017

Dizem os especialistas que, a quatro semanas de uma corrida, 70% a 80% do trabalho corporal já deverá estar desenvolvido. Este último mês é o momento para o atleta afinar pormenores do treino, como melhorar o ritmo de prova e o tempo desempenhado na corrida.

Por isso, como falta pouco para as possíveis 25 corridas de São Silvestre em todo país, pedimos ao Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Kryo Clinics, Pedro Xandy, um plano de preparação:

Para impulsionar o treino e alcançar de forma mais eficaz um bom resultado, o ideal é equilibrar esforço físico com educação alimentar.

Alimentação

Nas últimas semanas antes da São Silvestre um atleta deverá primar por uma dieta personalizada e equilibrada. Por isso, todos os alimentos são necessários na rotina alimentar. "A dieta deverá ser rica em hidratos de carbono com baixo índice glicémico, proteína de alto valor biológico e gorduras boas. Na semana anterior à corrida deve ingerir um maior aporte de hidratos de carbono adequados às necessidades por serem benéficos para as reservas de glicogénio", afirma Pedro.

Quais são os alimentos obrigatórios e os proibidos?

Não devem faltar os micronutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, como por exemplo o selénio, o magnésio, o ferro, o cálcio, as vitaminas do complexo B, sendo necessário avaliar individualmente a necessidade para posterior prescrição e adequação. Dentro dos alimentos proibidos temos o álcool, os alimentos ácidos e ricos em gorduras saturadas.

No dia da corrida, o que é importante ter em consideração?

A São Silvestre é uma corrida com um nível de esforço baixo, em termos de quilómetros (10 km) e de terreno e acontece normalmente ao final do dia (18 horas). Neste sentido, no dia da corrida, deve-se apenas evitar alimentos que causam desconfortos gastrointestinais, nomeadamente as couves, feijões, café, álcool, etc.

E quanto à hidratação?

A hidratação varia de atleta para atleta, mas o que é preconizado é que, se a prova tiver uma duração inferior a uma hora, não se ingere água ao longo da mesma, mas o corpo deve estar hidratado, ou seja, no dia anterior à corrida, as necessidades de aporte de líquidos devem ser supridas.

 

A Kryo Clinics é uma clínica de estética e bem-estar em Lisboa que disponibiliza ainda tratamentos.

Morada: Av. Miguel Bombarda, 161-C, 1050-164 Lisboa

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!