Bem Estar

As horas a que come podem estar a impedi-la de perder peso

Não é novidade, mas agora sabemos mais sobre os porquês da tendência. Um novo estudo vem mostrar que comer bem e dormir oito horas pode não ser suficiente.
Por Vera Vaz, 17.07.2017

Um estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, concluiu que comer a horas mais tardias pode afetar o seu metabolismo e por consequência há uma maior dificuldade na perda de peso. De acordo com este estudo, jantar tarde aumenta o peso, os níveis de insulina e o colesterol e pode afetar o metabolismo provocando doenças cardíacas e diabetes.

Neste estudo foram analisados nove adultos saudáveis durante oito semanas e concluiu-se que no grupo que jantava mais tarde a gordura não era eliminada de forma tão rápida e sentiam-se menos saciados.

Os especialistas em nutrição defendem que a melhor hora para o jantar é no mínimo três horas antes de ir para a cama. No entanto, o que comemos tem muita influência sobre a nossa saúde. Uma dieta saudável com base nos legumes e verduras, mais duas ou três peças de fruta por dia e gorduras saudáveis é meio caminho para o bom funcionamento do organismo.

Contudo, este novo estudo vem mostrar que comer bem e dormir oito horas por noite pode não ser suficiente. Segundo os investigadores, a melhor hora para jantar é entre as 19h e as 20h, sendo que devemos estar na cama até às 23h e levantar-nos cedo no dia seguinte. A justificação está nas hormonas e processos metabólicos que existem no nosso corpo e que são responsáveis por regular o nosso peso corporal e os nossos apetites. Conclusão: é essencial que os nossos jejuns noturnos sejam cerca de 12 horas. 

No estudo foram ainda referidos alimentos que contêm vitamina B e triptofano, que acalmam e nutrem o nosso sistema nervoso e ajudam-nos a dormir melhor. Entre esses alimentos estão gorduras saudáveis como abacates, nozes e azeite; banana, com um alto teor de triptofano e magnésio; aveia, que é a maior fonte natural de melatonina e hidratos de carbono, provocando uma absorção mais lenta; frango e peru grelhados, as duas carnes que nos ajudam a dormir melhor; e ovo, um alimento que é de preparação rápida e fácil e tem uma grande fonte de triptofano.

Partilhar
Ver comentários
A Máxima recomenda
Fora do menu Real

Celebridades

Fora do menu Real

O protocolo da realeza britânica é longo e chega à cozinha. Estes são os alimentos que a Família Real não está autorizada a comer.
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!